Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Morre Caio César, dublador do Harry Potter

Profissional também dublou um personagem de Avatar: A Lenda de Aang

Caio César, conhecido por dublar o Harry Potter na franquia de filmes baseados na obra de J.K Rowling, morreu nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro. César também trabalhava como policial e foi baleado enquanto exercia sua função no Complexo do Alemão, confirmou a polícia.

O dublador foi levado ao hospital Getúlio Vargas e passou por uma cirurgia, porém não resistiu ao ferimento. A informação foi confirmada no Twitter por um amigo de César. Além de emprestar a sua voz ao personagem de Daniel Radcliffe, o dublador também fez a voz de Sokka de Avatar: A Lenda de Aang e de Diego em Rebelde, entre outros. Ele tinha 27 anos, completados na última segunda-feira.

http://omelete.uol.com.br/filmes/noticia/morre-caio-cesar-dublador-do-harry-potter/

Portaria suspende Iguatu do Cearense Série C

topoA Federação Cearense de Futebol, por meio da Diretoria de Competições, suspendeu, nesta segunda-feira (28), o Iguatu Esporte Clube do Campeonato Cearense Série C.


Além da suspensão, a equipe foi punida com o placar de 3 a 0 em favor do Alto Santo, seu adversário desta quarta-feira (30).


Para ver a Portaria,
clique aqui


Manuella Viana / Kerlya Chaves
Assessoria de Comunicação da Federação Cearense de Futebol
(85) 32066505 / 991384545
imprensa@futebolcearense.com.br

http://www.futebolcearense.com.br/2011/noticia_ver.asp?id=5626

Preço de passagens das linhas entre Fortaleza, Pacatuba e Guaiúba vai diminuir

img_7948O valor das passagens dos ônibus que fazem as linhas entre Fortaleza/ Pacatuba/ Guaiúba vai diminuir a partir da próxima quarta-feira, 30. A redução é resultado de um acordo firmado nesta segunda-feira, 28, entre o Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e a empresa Fretcar Transportes.

A medida havia sido tema de audiência pública da Assembleia Legislativa, na Câmara de Guaiúba, no último dia 3 de setembro, e foi firmada em reunião nesta segunda.

Com a redução, o preço das passagens da linha que faz o trajeto Fortaleza/Pacatuba passa de R$ 6,65 para R$ 5,75, uma diminuição de R$ 0,90. Já o valor das passagens sobre o trecho Fortaleza/Guaiúba ficará R$ 0,40 mais barata, passando a custar R$ 6,25.

Alguns trechos intermediários entre as cidades também tiveram redução no preço. O trecho entre o distrito de Monguba e Pacatuba, por exemplo, passou de R$ 2,55 para R$ 1,15, e da Ceasa até Guaiúba, de R$ 5,75 para R$ 5,00.

Outras medidas foram adotadas pela empresa responsável pelo transporte, como a substituição de alguns veículos, o aumento da frota em horários de pico e a criação de novos horários internos de circulação.

Participaram da reunião, na sede do Detran, o deputado Moisés Braz (PT), o superintendente do órgão, Igor Ponte, o diretor de Transportes, Joaquim Rolim, o diretor da Fretcar, Marcelo Carlos, o prefeito de Pacatuba, Alexandre Alencar e os vereadores Maíton Nocrato (Guaiúba) e Ênio Medeiros (Pacatuba).

http://www.opovo.com.br/app/fortaleza/2015/09/28/noticiafortaleza,3511397/passagens-das-linhas-entre-fortaleza-pacatuba-e-guaiuba-vao-diminuir.shtml

 

Campeonato Cearense C - Alto Santo surpreende e vence Pacatuba no PV

DSC_0801 cópiaSe não fosse o dinamismo, o futebol não seria emocionante como ele é. Na tarde deste domingo 27, Pacatuba e Alto Santo fizeram a segunda partida da segunda fase da série C cearense 2015, no Estádio Presidente Vargas em Fortaleza. Ao final o placar aponta 3x1 para o visitante, como se tudo fora fácil para a equipe da região do Jaguaribe.

Não foi bem assim.

A primeira etapa foi de total domínio pacatubano, porém na meta Alto santense estava Mauro, que dentre outras, operou no mínimo uns três milagres garantindo assim a invencibilidade de sua meta, na primeira etapa. 

Veio o segundo tempo, e logo no primeiro minuto de jogo, o lateral esquerdo Denner do Pacatuba acertou um petardo de fora da área no canto esquerdo de Mauro que nada pode fazer, foi um golaço, seguramente o mais bonito da partida. 

Aos 12 minutos Djalma, com a categoria de quem conhece do seu ofício empatou para o Alto Santo, tirando do goleiro Jorge, Djalma colou no canto direito do arqueiro Jorge que, apesar do esforço, nada pode fazer. 

Em seguida, falta do zagueiro Rafael em Janeudo, o árbitro Cesar Magalhães interpretou que o zagueiro havia puxado a camisa do adversário, e como o mesmo já tinha amarelo recebeu o vermelho e deixou o Pacatuba com um homem a menos. 

DSC_0790 cópiaO técnico Pacatubano colocou o volante Anderson em lugar do atacante Paulista que estava meio sumido no jogo, tentando arrumar sua zaga. Audaz, porém pelos lados do Alto Santo, Raimundinho colocou o atacante alemão em campo, o time cresceu ainda mais e passou a atrair o Pacatuba para seu campo saindo em contra ataques rápidos, deixando em polvorosa a defesa pacatubana. 

Djalma é expulso em lance bobo, o Pacatuba agora já não estava mais inferiorizado no número de homens em campo e cai na armadilha de Raimundinho, foi pra cima do Alto Santo em busca da vitória, porém em falha da defesa local Alemão ampliou 2x1 Alto Santo. 

Desespero pacatubano, novo contra ataque Alemão cai na área, em jogada duvidosa o árbitro assinala pênalti e para complicar mais ainda a vida da equipe da serra da Aratanha, expulsa o atleta Tiago Renze. Janeudo vai para a cobrança e fecha o placar, Alto Santo de virada 3x1 Pacatuba. 

Confira a cobertura fotográfica

Ficha Técnica

Pacatuba 1x3 Alto Santo 

Competição: Campeonato cearense da Série C 2015 2ª Fase
Local Estádio Presidente Vargas
Data 27/09/2015 15.30hs.

Arbitragem: CÉSAR MAGALHÃES
Aux 1:ARNALDO SOUZA
Aux 2:RAMON MACHADO 

Gols: Denner 1/2T (PAC), Djalma 12/2T, Alemão 20/2T Janeudo 44/2T.

Cartões Amarelos: Emerson Rafael, Glauber, Denner e Erlon (PAC) Janeudo, Zé Aquiraz e Djalma (AS)
Cartões Vermelhos: Rafael. Tiago (PAC) – Djalma (AS)

Pacatuba: Jorge, Emerson, Airton Junior, Rafael e Denner: Bizinga, Erlon(Leandro), Glauber (Tiago) e Paulista(Anderson): Estrela e Roney.
Técnico: Mauricio Santos

Alto Santo: Mauro Carlinhos, Ivison, Tony Belém e Zé Aquiraz (Ryan): Dim., Bruno Ocara, Djalma e Janeudo: Tiago Souza(Lucas) e Erivélton (Alemão).
Técnico: Raimundinho

Confira os gols
 
Crédito das fotos: Ronaldo Déber Lima

O motivo real do chororô com a decisão do STF

Depois que o STF decidiu pôr fim à deformação das eleições brasileiras através do dinheiro, proibindo doações de empresas a candidatos e partidos, representantes da direita e seus porta-vozes no monopólio da mídia reagiram de forma furiosa.


Direto ao ponto: a verdadeira causa do esperneio é a mudança geral do panorama das próximas eleições, nas quais os partidos de esquerda, especialmente o Partido dos Trabalhadores, por contarem com militância não paga, projeto coletivo e ideologia, podem sair em vantagem.


A reação colérica de Gilmar Mendes durante o julgamento deve ser creditada a essa constatação. Consciente dos potenciais prejuízos eleitorais que a decisão pode trazer ao seu partido, o PSDB, Gilmar protagonizou uma cena patética e constrangedora no STF, sobre a qual recomendo fortemente o discurso do deputado Wadhi Damous, disponível em vídeo que circula pela internet.


Está criado um problema daqueles para os partidos do campo conservador, do centro à direita. O desafio do PSDB, DEM, PPS, PMDB, PSD, PP, PTB, PROS, Solidariedade, bem como das legendas de aluguel que infestam o nosso sistema partidário, é conseguir um único militante voluntário para desfraldar suas bandeiras nas ruas, simplesmente porque em suas fileiras não existem militantes, mas apenas cabos eleitorais pagos.


A chiadeira dos magnatas do cartel da mídia não passa, portanto, de um mal disfarçado esforço retórico para encobrir o essencial, que é  temor de que a militância do PT faça a diferença nas eleições. Está bem vivo na memória nacional o mutirão, a corrente ou a "vaquinha", como queiram, dos militantes e simpatizantes do partido para pagar as multas milionárias impostas pela justiça aos condenados na Ação Penal 470.


E o que tira o sono da Globo, Abril e Folha (o Estadão foi o ponto fora dessa curva, já que aplaudiu a decisão do Supremo) é uma pergunta simples : que outro partido seria capaz de tal proeza ? Aturdidos, sobram sandices e bravatas em suas críticas.


A Folha fez um malabarismo incompreensível quando, ao manifestar seu temor de que sindicatos, igrejas e ONGs interfiram no resultado das eleições, disse que essas instituições não necessariamente pertencem ao "povo". Como ??!!


Veja adotou a linha de se solidarizar com Gilmar, aliado para o que der e vier do PIG, considerando a decisão "uma estupidez", pois as campanhas doravante abrirão espaços para a lavagem de dinheiro, como se toda lei não carecesse de fiscalização e punição em casos de violação.


Já o Globo alertou em editorial que o principal efeito colateral do fim do financiamento empresarial será a "institucionalização do caixa dois", como se em todas as atividades privadas e públicas meliantes não estivessem à espreita, prontos para dar o bote. Cabe ao Estado reprimi-los através de mecanismos e instrumentos eficazes.


No entanto, tudo isso é um tipo ralo de cortina de fumaça, insuficiente para esconder o que qualquer cidadão que não integre o universo dos analfabetos políticos já percebeu : a indignação da direita e da mídia contra a corrupção é falsa, cínica, hipócrita, demagógica e seletiva. Foi assim com Vargas e Jango. É assim com Lula e Dilma.

https://www.brasil247.com/pt/colunistas/bepedamasco/197837/O-motivo-real-do-choror%C3%B4-com-a-decis%C3%A3o-do-STF.htm

REGRAS DO FUTEBOL DE CAMPINHO

(1) Os dois melhores não podem estar no mesmo lado. Logo, eles tiram par-impar e escolhem os times.
(2) Ser escolhido por último é uma grande humilhação.
(3) Um time joga sem camisa.
(4) O pior de cada time vira goleiro, a não ser que tenha alguém que goste de Catar.
(5) Se ninguém aceita ser goleiro, adota-se um rodízio: cada um cata até sofrer um gol.
(6) Quando tem um pênalti, sai o goleiro ruim e entra um bom só pra tentar pegar a cobrança.
(7) Os piores de cada lado ficam na zaga.
(8) O dono da bola joga no mesmo time do melhor jogador.
(9) Não tem juiz.
(10) As faltas são marcadas no grito: se vc foi atingido, grite como se tivesse quebrado uma perna e conseguirás a falta.
(11) Se você está no lance e a bola sai pela lateral, grite "nossa" e pegue a bola o mais rápido possível para fazer a cobrança (essa regra também se aplica a "escanteio").
(12) Lesões como destroncar o dedão do pé, ralar o joelho, sangrar o nariz e outras são normais.
(13) Quem chuta a bola pra longe tem que buscar.
(14) Lances polêmicos são resolvidos no grito ou, se for o caso, no tapa.
(15) A partida acaba quando todos estão cansados, quando anoitece, ou quando a mãe do dono da bola manda ele ir pra casa.
(16) Mesmo que esteja 15 x 0, a partida acaba com "quem faz, ganha".

Lembrou tua infância , então tu foi uma criança normal ...

https://www.facebook.com/paulo.silveiradasilva.9/posts/432514250270790

APEOC - Anízio Melo palestra sobre “Conjuntura Nacional e Educação”

O Presidente do Sindicato APEOC, Anízio Melo, fez palestra sobre o tema “Conjuntura Nacional e Educação”, em Pacajus (município cearense, cerca de 60km da capital), na quarta-feira (23/09).

Pré-Sal

No evento, o Sindicato APEOC também garantiu mais apoio e assinaturas à "Frente Ampla em Defesa do Pré-Sal", campanha estadual, e nacional, idealizada por nossa instituição sindical, que defende a aplicação de 50% dos recursos do Fundo Social do Pré-Sal e de 75% dos recursos dos royalties do petróleo na Educação.

Valorização

“Os recursos da Educação precisam chegar ao chão da escola e não podemos deixar que o parlamento brasileiro cometa esse crime. A luta, portanto, é em defesa da Petrobras, do Petróleo, do Pré-Sal para a valorização da educação pública e de seus profissionais”, frisou Anízio Melo.

Nada põe fim à luta!

"Os Simpsons" voltam com briga conjugal e assassinato

Se os fãs de “Os Simpsons” achavam que, após 26 anos, a família de desenho animado que nunca envelhece já não teria mais nenhum novo desafio, eles estão prestes a se enganar.

“Os Simpsons” voltam ao ar no canal Fox no domingo com o episódio “Every Man’s Dream” (“O Sonho de Qualquer Homem”, em tradução livre), no qual Marge Simpson finalmente fica farta das bizarrices de seu desajeitado marido e decide se separar. Homer é então seduzido por uma farmacêutica rebelde, dublada em inglês pela estrela do seriado “Girls” Lena Dunham.

Embora os fãs mais dedicados possam se lembrar de que não se trata da primeira vez que Homer e Marge se separam, o produtor-executivo do programa, Al Jean, disse à Reuters que os roteiristas encontraram uma nova maneira de explorar o relacionamento deles.

“Fizemos muitos programas sobre Homer e Marge sendo casados e os problemas decorrentes (disso), mas o que nós não fizemos foi a Marge dizendo ‘basta, deu pra mim, estou me separando’”, disse Jean.

“Os Simpsons”, que estreou em 1989, conta a história sobre o operário de uma usina nuclear viciado em donuts Homer, a sofrida Marge, o levado filho Bart, a precoce filha Lisa e a esperta bebê Maggie. O programa fez grande sucesso ao abordar as mudanças na sociedade norte-americana e satirizar com frequência a cultura pop.

A próxima temporada vai mostrar também o personagem Sideshow Bob finalmente matando seu arqui-inimigo Bart – embora temporariamente; uma paródia do filme “Boyhood” com Bart no papel principal; e Marge finalmente tendo um descanso – na cadeia.

http://br.reuters.com/article/entertainmentNews/idBRKCN0RP2EQ20150925

STF põe fim ao monopólio de Sérgio Moro

Desde hoje, o juiz Sérgio Moro não é mais o “dono” de todos os processos sobre corrupção – ou acusações de corrupção – praticados no Brasil que digam respeito a empresas estatais e serviços federais, por decisão do STF.

O processo que apura as acusações contra a senadora Gleisi Hoffman e a empresa Consist vão para São Paulo, sede da empresa que está no centro da acusação e das outras supostamente envolvidas. A Justiça Federal paulista sorteará a Vara a ser encarregada do processo.

A decisão abre caminho para que o caso das investigações sobre a Eletronuclear passem para o Rio de Janeiro – sede da empresa – ou para São Paulo, onde funcionam as empreiteiras acusadas. Distribuição, igualmente, por sorteio.

Os dois votos que defenderam o monopólio judicial de Moro, como não podiam deixar de ser, foram de Gilmar Mendes e Celso de Mello. Luís Roberto Barroso votou para que o processo retornasse a Moro e este deliberasse sobre sua incompetência territorial no caso.

(pausa para uma risada sobre o voto “borzeguins ao leito” do Ministro Barroso, que acham mesmo que Moro pode ser declarar incompetente para julgar até mesmo algo que se tenha passado em Rondônia) e que envolva outros personagens, diferentes do que estão no núcleo de sua ação)

O Supremo proclamou o império do princípio do juiz natural, aquele (ou conjunto de juízes) que por sua competência territorial (em geral) ou temática (criminal, cível, etc)  para atuar no processo. É coisa “recente”, está nas constituições brasileiras desde o Primeiro Império, 1824.

O argumento de que os indícios surgiram na mesma “confissão” – a das delações premiadas – não foi aceito como razão para reserva de jurisdição.

Gilmar Mendes, outra vez, portou-se com seus modos equinos, atirando a pecha da suspeita sobre os ministros que votavam pela redistribuição do inquérito: ““No fundo, o que se espera é que os processos saiam de Curitiba, e não tenham a devida sequência em outros lugares. É bom que se diga, em português claro!”.

Ou seja, quem votava com o princípio jurídico do juiz natural que garante a imparcialidade do julgamento, estava querendo era “abafar o caso”.

É isso, como diz Gilmar, “em português claro”, o que ele está afirmando ser a expectativa dos ministros que deram voto diferente do seu.

Anotem, logo virá aí outro enfrentamento a Gilmar Mendes, com direito a bate-boca diante das câmaras de televisão.

Não há passiflorina que consiga  manter por mais tempo a paciência com suas atitudes provocativas e desrespeitosas.

http://tijolaco.com.br/blog/stf-poe-fim-a-monopolio-de-sergio-moro/

Passageira de ônibus é presa após chamar cobrador de 'macaco'

“O Brasil é esta merda por causa disso. Essa empresa está assim pois agora só contrata macaco para trabalhar”. A passageira foi liberada após pagar fiança de R$ 800. O cobrador, que diz ter se sentido humilhado, revela que não pretende processá-la, mas diz esperar arrependimento da agressora

A Polícia Civil do Distrito Federal investiga a conduta de uma passageira de transporte público que, irritada por causa de uma janela aberta, teria cometido injúria racial contra um cobrador negro: “o Brasil é esta merda por causa disso. Essa empresa está assim pois agora só contrata macaco para trabalhar”.

Passageira e cobrador foram parar na delegacia e a mulher foi liberada após pagar fiança de R$ 800.

De acordo com Aderbaldo dos Santos Ribeiro, 27 anos, cobrador do ônibus, a ofensa aconteceu por volta das 7h40. Ele conta que a mulher fechou a janela do coletivo na altura do Parque da Cidade e que ele decidiu abri-la novamente para manter a circulação de ar.

“Ela começou a brigar comigo, me xingar, não quis deixar abrir. Aí foi me agrediu, falando que a empresa estava contratando macaco”, lembra. “É ruim, né, nunca esperei que fosse acontecer comigo. Fiquei muito chateado. Fiquei bem ruim, um policial até perguntou se estava tudo bem comigo.”

O marido da agressora também xingou Aderbaldo e o chamou para “sair para brigar lá fora” por conta da janela aberta. Ele diz que não tinha escutado a injúria [racial] no momento, mas percebeu o ato de racismo pela reação do motorista e dos passageiros.

Após as ofensas raciais, o motorista do ônibus interrompeu o trajeto e parou o veículo.

“Eu teria até deixado pra lá, nem iria levar isso adiante se ela tivesse pedido desculpas, se tivesse dito “olha, me perdoe, eu sei que errei, não deveria ter dito aquilo”. Só que ela nem mostrou arrependimento. A discussão já tinha terminado, eu já tinha aberto uma janela diferente, e ela continuou me insultando. Chegou na delegacia e confirmou que me chamou de macaco. Isso é ter um coração muito ruim”, afirma o cobrador.

Aderbaldo conta que está com medo de reações futuras do marido da passageira. “Fico preocupado porque ele é agressivo, e ficou tirando foto de mim pelo celular lá na hora, tenho medo de encontrar com ele de novo”. O incidente ocorreu há dez dias.

Injúria Racial

Aderbaldo diz que não pretende processar a mulher além da esfera criminal, mas a advogada do Sindicato dos Rodoviários, Marília Fontenele afirma que está conversando com o homem e estudando a possibilidade de pedir indenização.

“É uma situação, infelizmente, normal. As pessoas não conseguem internalizar valores democráticos. Não sei dizer quantos são de cabeça, mas já são pelo menos quatro ou cinco situações do tipo neste ano”, diz.

Segundo a advogada, a ideia é que, por meio do processo, as pessoas entendam que a injúria racial é crime e evitem este tipo de prática. Marília afirma que incidentes do tipo afetam até mesmo o trabalho dos rodoviários.

“Eles ficam muito constrangidos, é realmente uma situação sem parâmetros, eles ficam muito constrangidos, e muitas vezes abala o rendimento no dia a dia”, explica.

De acordo com o Código Penal, a pena por injúria varia entre 1 e 3 anos de prisão. Se a investigação apontar que houve racismo, a suspeita pode responder pelos crimes previstos na Lei 7.716, de 1989. Há várias penas possíveis, entre elas prisão e multa. O crime de racismo não prescreve e também não dá direito a fiança.

http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/09/passageira-de-onibus-e-presa-apos-chamar-cobrador-de-macaco.html

Madrugada da Educação (22/09): APEOC luta para evitar que recursos do Petróleo/Pré-Sal sejam entregues!

No amanhecer da terça-feira (22/09), militantes dos movimentos sindical e social, madrugaram no Aeroporto Internacional Pinto Martins.

As organizações que compõem a "Frente Ampla em Defesa do Pré-Sal" abordaram os parlamentares federais, que embarcavam para Brasília, e que podem votar, nesta semana, o PL 6.726, de autoria do Deputado Mendonça Filho (DEM/PE). Este projeto, assim como o de José Serra (PSDB-SP), no Senado, acaba com a lei de "partilha" e propõe o retorno do modelo de "concessão".

Carta-Compromisso

IMG-20150922-WA0028.300xOs militantes presentes ao ato entregaram aos transeuntes e parlamentares uma Carta-Compromisso com posição contrária a mais uma tentativa de entrega de nossas riquezas naturais ao capital internacional.

Um dos deputados abordados pela militância foi o deputado federal Adail Carneiro (PHS-CE), que conversou com os presentes e assinou a Carta-Compromisso. A Frente Ampla deve prosseguir sua empreitada em busca de apoio de parlamentares que assinem a Carta-Compromisso em defesa do Brasil e sua soberania, em defesa da Petrobras, da Educação e da Saúde.

IMG-20150922-WA0046.300xPainel com nomes dos parlamentares

O Sindicato APEOC estará publicando, em seu site, um painel - com todos os parlamentares da bancada federal - para que todos possam acompanhar como votam nossos "representantes": se pelo interesse do Brasil ou pelo entreguismo e imperialismo.

Anízio Melo fala à Imprensa

IMG-20150922-WA0066.300xNa madrugada de hoje (22/09), no Aeroporto Internacional Pinto Martins, o Prof. Anízio Melo, presidente do Sindicato APEOC, declarou à imprensa:

“É importante que a gente se mobilize. Querem tirar a exclusividade da Petrobras de explorar o Pré-Sal. Querem mudar o regime de 'partilha' para 'concessão' e, principalmente, querem retirar 50% do Fundo Social do Pré-Sal e 75% dos royalties do Petróleo destinados à Educação, e 25% para a Saúde. Não concordamos, em hipótese alguma, com isto! Os recursos da Educação precisam chegar ao chão da escola e não podemos deixar que o parlamento brasileiro cometa esse crime. A luta, portanto, é em defesa da Petrobras, do Petróleo, do Pré-Sal para a valorização da educação pública e de seus profissionais!”

Sindicato APEOC: Juntos, somos mais fortes!

http://www.apeoc.org.br/noticias2/7820-madrugada-de-luta-para-evitar-que-nosso-petroleo-seja-entregue.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+apeoc+%28Sindicato+APEOC+-+%C3%9Altimas+Not%C3%ADcias%29

Ex-borracheiro estuda com 200 kg de resumos por 4 anos e vira juiz no DF

O recém-empossado juiz federal Rolando Valcir Spanholo, de 38 anos, afirma quedisciplina e motivação foram a receita que o levaram a romper com a antiga realidade de borracheiro e alcançar o sonho de ser magistrado em Brasília. Os últimos quatro anos foram dedicados a concursos públicos, nos quais ele acumulou 200 quilos de resumos de disciplinas de direito. O advogado é de Sananduva, no Rio Grande do Sul, e foi aprovado na mesma seleção feita pela miss DF Alessandra Baldini.

Spanholo conta que a ideia de virar juiz veio tarde, já no final da faculdade e por influência de um professor. Até então o objetivo dele era apenas “melhorar de vida”. A graduação, de acordo com o juiz, já parecia uma grande superação para ele e os quatro irmãos, que trocavam de roupa e sapatos entre si para não irem todos os dias vestidos do mesmo jeito para a instituição.

O trabalho começou cedo. Entre os 9 anos e os 15 anos, os cinco consertavam pneus e lavavam carros junto com o pai. “Durante o inverno, as mãos e os pés ficavam quase sempre congelados. Não tínhamos luvas de borracha e outros equipamentos de proteção que hoje são comuns e obrigatórios. Só restava fazer muito fogo para se aquecer, mas, com isso, os choques térmicos eram inevitáveis. Vivíamos com fissuras nas mãos e pés."

O magistrado diz que a condição levava a família a ser muito severa em relação à educação e a acreditar que só assim todos teriam melhores oportunidades. O esforçou coletivo ajudou os cinco irmãos a ingressarem em uma faculdade de direito que ficava a 250 quilômetros de casa. Para pagar os estudos, os irmãos tiveram de aprender a costurar cortinas e edredons e a fazer bordados.

“Depois, com a chegada da habilitação para dirigir, também passei a trabalhar na área de vendas. Era um desafio diário. Saía sempre cedinho, rodava o dia todo, batendo de porta em porta pelos municípios da região, oferecendo nossos produtos diretamente nas casas. Por razões de economia, meu almoço era sempre debaixo da sombra de uma árvore, dentro do carro. Cardápio? Algumas fatias de pão caseiro e um pedaço de frango empanado – e frio – ou uma torrada carinhosamente preparados pela minha mãe. Bebida? Água que levava dentro de um litro [de garrafa] pet”, lembra.

Spanholo voltava para casa no final da tarde para pegar o ônibus para ir à faculdade. Muitas vezes, por causa da distância, não conseguia tomar banho antes das aulas. As faltas também eram frequentes por causa do trabalho e aconteciam em média duas vezes por semana. Como consequência, ele ficou de exame nos dez semestres do curso.

"Na verdade só consegui levar adiante a graduação porque meus colegas conheciam minha realidade e sempre me emprestavam os cadernos para copiar ou tirar xerox das suas anotações. Confesso que, durante a graduação, estudei muito pouco por livros de doutrina, não tinha como”, explica. “Aliás, meu 'horário de estudos' era no ônibus, durante as viagens de ida e volta, e aos domingos – os sábados eu usava para fazer vendas nas cidades mais distantes. A necessidade faz a gente se reinventar."

Sem familiares e conhecidos na área, Spanholo afirma que só fez a seleção para a Escola Superior da Magistratura, aos 22 anos, por insistência de um professor. A instituição fica em Porto Alegre e oferece cursos de preparação e de aperfeiçoamento para interessados na área. A aprovação foi uma surpresa, e o jovem precisou se desdobrar entre trabalhar em escritórios aos finais de semana enquanto passava de segunda a sexta estudando a 400 quilômetros de casa.

Ao fim do curso e já casado, o juiz deu início à primeira das duas" temporadas "de concursos públicos. Ele conta que chegou perto da aprovação para promotor, procurador, juiz do trabalho e juiz estadual entre 1999 e 2003, mas precisou desistir dos certames porque a mulher havia acabado de ganhar bebê.

"Tínhamos o filho pequeno, e, em uma decisão muito difícil, conjuntamente optamos por ‘adiar’ meu sonho de ser magistrado. Em 2010, decidi retomar tal sonho, mas agora na área federal. Sofri muito para refazer a base do conhecimento que perdi durante aquela ‘parada técnica’. Levei um bom tempo para voltar a atingir um ‘nível competitivo’. Reprovei em muitos concursos. Aliás, de tanto ficar no ‘quase’, acabei ficando ‘especialista’ em calcular e antecipar as notas de cortes das provas objetivas dos nossos concursos”, brinca Spanholo.

Foram dezenas de seleções desde então. Para se preparar, o magistrado passou a estudar a vida de pessoas que já haviam alcançado aprovação no concurso que ele queria. Ele lembra que identificou o que havia de comum, em relação a estratégias e métodos de estudos, para traçar o plano de como se prepararia.

Spanholo afirma que surgiu então a ideia de começar a fazer resumos das matérias e de grifar as principais leis para voltar a ter uma noção das principais áreas do direito. Depois, passou a estudar com base em provas antigas. Ele também fez sinopses de informativos dos tribunais superiores e usou a internet para pesquisas. Ao final, juntou mais de 200 quilos – em 34 caixas – de material de estudo. O acervo foi encaminhado para reciclagem.

Para suportar a pressão e o esgotamento emocional, o juiz conta que também via vídeos motivacionais em redes sociais. Ele lembra que a preparação o ajudou a manter a tranquilidade no dia da prova oral, depois de passar quase seis horas trancado em uma sala de confinamento para ser testado por cinco pessoas sobre conhecimentos em todos os ramos do direito.

“Naquele momento um filme da vida passa na cabeça da gente. Sem me abalar, em fração de segundos, lembrei-me de cada fase, dos meus pais e familiares, das privações, das quedas, enfim, de tudo que tinha se passado ao longo dos 38 anos de minha existência”, conta. “Entrei naquele recinto pronto para ‘lutar’ por mim e por todas as pessoas que, de uma forma ou de outra, acabaram me ajudando a chegar naquele lugar. Não podia decepcioná-los.”

O resultado do certame para o Tribunal Regional Federal saiu em novembro de 2014, e Spanholo ficou entre os 60 primeiros classificados. Surpreso com a boa colocação, ele se diz orgulhoso da trajetória e atribui o resultado ao esforço e ajuda dos familiares e amigos.

A vida sempre me ensinou que dificuldades existem para serem superadas. Aliás, dificuldades todos têm. Uns mais, outros menos, mas todos enfrentam obstáculos para alcançar seus sonhos. O que diferencia as pessoas é exatamente a forma como elas reagem diante das resistências do cotidiano. Uns se acovardam e se deixam dominar. Outros veem nas dificuldades grandes oportunidades de crescimento, de evolução pessoal”, afirma.

“No meu caso, desde criança, sempre precisei acreditar naquilo que para os outros seria motivo de dúvida. Nada nunca chegou fácil. Por necessidade, treinei minha mente para acreditar que com humildade, disciplina e motivação era possível vencer um a um os desafios da vida, mesmo não dispondo das melhores condições para enfrentá-los. Sempre fui à luta. Nunca esperei que os outros viessem me dizer o que eu poderia e o que eu não poderia ser. Definia meus objetivos e passava a identificar o que precisava ser feito para atingi-los”, completou o juiz.

Dizendo-se avesso a publicizar a própria história, Spanholo conta que tem se espantado com a quantidade de pessoas que diariamente o procuram para falar que ele as inspirou. Segundo o magistrado, os relatos extrapolam o mundo dos concursos públicos e têm relação até mesmo com a vida privada de algumas delas.

“Não sei explicar direito, mas é como se as pessoas precisassem ver diante dos seus próprios olhos uma prova de que também elas podem superar seus limites pessoais e alcançar os seus sonhos”, declara. “Procuro sempre mostrar para elas que, de fato, se um ex-borracheiro e ex-lavador de carros conseguiu, é porque qualquer outro também poderá ser juiz federal ou que quiser ser na vida. Basta ter disciplina, persistência, espírito de superação e, principalmente, acreditar no nosso próprio potencial.”

Linda história inspiradora! Um exemplo a ser seguido e uma própria viva de que determinação, persistência e estratégia de estudos resultam em aprovação!

http://concurseiradeterminada.jusbrasil.com.br/noticias/234257626/ex-borracheiro-estuda-com-200-kg-de-resumos-por-4-anos-e-vira-juiz-no-df?utm_campaign=newsletter-daily_20150922_2001&utm_medium=email&utm_source=newsletter

Campeonato Cearense C– FCF divulga a tabela da 2ª Fase

Ao final da primeira Fase do Campeonato Cearense da Série C, classificaram-se as seguintes equipes para  a disputa do quadrangular decisivo:

Grupo A1 : Floresta e Pacatuba
Grupo A2 :  Alto Santo e Iguatu

Confira a tabela de jogos da Segunda Fase do Certame



Pacatuba Em Foco

Campeonato Cearense C–Em partida espetacular, Floresta vence Pacatuba de virada

Em um jogo de princípio sem muitos atrativos, somente para cumprir tabela, Pacatuba e Floresta se enfrentaram na tarde deste sábado 19, no Estádio Presidente Vargas.

Uma partida que não deveria empolgar, visto que as duas equipes já estavam classificadas para a segunda fase do torneio e em campo não levaram todos seus titulares, de repente, transformou-se em um espetáculo digno dos melhores posicionados. O Pacatuba abriu o marcador aos 27 minutos do primeiro tempo com o atacante Roney que substituía o artilheiro Estrela.

Atrás no placar o Floresta iniciou forte pressão pra cima do adversário, até que ao 44 ainda na primeira etapa Pedro Vitor empatou e assim terminou o primeiro tempo.

Iniciado o segundo tempo, Roney novamente amplia para a equipe pacatubana, não demorou e aos 26 Roney marca o terceiro, Vitor diminui aos 26 para o Floresta, 3x2 no placar para o Pacatuba.

Estava difícil para o Floresta que não conseguia furar o bloqueio pacatubano. Porém Hélio, figura chave do meio campo do Pacatuba foi excluído da partida e ai o Floresta ampliou sua pressão o Pacatuba se defendia como podia mas... “Agua mole em pedra dura tanto bate até que fura”, adágio antigo porém atualíssimo.

Nos dois minutos finais a história mudou. Vitor aos 44 e Breno aos 46 viraram para o Floresta. Resultado final Pacatuba 3x4 Floresta, uma partida digna de um bom público, visto que apesar das diminutas dimensões no cenário futebolístico cearense, ambas as equipes mostraram um futebol de qualidade.

Pena que sem a devida divulgação e promoção de jogos da série C, B e até Fares Lopes em nosso estado, o público que gosta de um bom futebol, tranquilo onde as famílias podem comparecer não têm a oportunidade de apreciar.
Ficha técnica
Pacatuba 3x4 Floresta
Competição: Campeonato cearense da Série C 2015
Local Estádio Presidente Vargas
Data 19/09/2015 15h30.
ARBITRAGEM
Luciano Miranda, Jhon Chaves e Gentil Melo
Gols: Roney 27/1t, 04/2T e 20/2T(Pacatuba) Pedro 44/1T, Victor 26/2Te 442/T e Breno 46/2T (Floresta)
Cartões Amarelos: Anderson, Hélio, e Erlon (PAC) Pedro, Renê e Fabiano (FLO)
Cartões Vermelhos: Hélio(PAC)

Floresta: Jhones, Danrley, Domingos, Lucas e Renê: Pedro, Iago(Victor), Jerson e João Paulo (Gaucho): Fabiano e Robério.
Técnico: Gilmar Silva

Pacatuba: Jorge, Emerson, Airton Junior, Rafael (Moisés) e Fabinho: Anderson (Magno), Erlon (Leandro), Hélio e Paulista: Roney e Ricardo Longa.
Técnico: Maurício Santos

Confira os gols

*Infelizmente, não temos o terceiro gol do Pacatuba, assinalado por Roney

http://deberlima.blogspot.com.br/

Apple Watch vai custar até R$ 135 mil no Brasil

Um ano depois de ser lançado nos Estados Unidos, o Apple Watch finalmente chega ao Brasil com modelos que podem custar até 135 mil reais. É o que revela o site da Apple no Brasil.

O modelo mais simples, o Apple Watch Sport de alumínio com tela de 38 mm, sai por R$ 2.899. A versão semelhante com tela de 42 mm custará R$ 3.299.

A linha Watch será comercializada com preços a partir de R$ 4.599, para a versão esportiva com tela de 38 mm. O modelo com tela de 38 mm, pulseira castanha e fecho clássico sai por R$ 5.399. Já a versão Watch com pulseira de elos e tela de 42 mm custará R$ 8.299.

A linha de relógios inteligentes da Apple também tem modelos em ouro maciço 18 quilates. No Brasil, o modelo mais básico da Watch Edition custará 80 mil reais no Brasil. Neste caso, o produto tem tela de 38 mm e pulseira esportiva preta.

Print da página da Apple Brasil que mostra Watch Edition de R$ 80 mil

Reprodução/Apple Store Brasil

O modelo que será comercializado a R$ 135 mil no país tem tela de 38 mm, ouro 18 quilates e pulseiras nas cores vermelha ou areia. Veja:

Reprodução/Apple Store Brasil

Print da página da Apple Brasil que mostra Watch Edition de R$ 135 mil

Crédito: Reprodução/Apple Store Brasil

Nos Estados Unidos, o modelo mais caro da linha Watch Edition sai por 17 mil dólares.

De acordo com o site, a previsão é de que a venda dos produtos seja liberada em outubro, mas ainda não foi divulgada a data.

http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/apple-watch-vai-custar-ate-r-135-mil-no-brasil-mostra-site

Migração do Rádio AM deve começar em novembro, diz secretário Migração do Rádio AM deve começar em novembro, diz secretário

A migração das primeiras 200 emissoras de rádio da faixa de AM para a de FM deve começar até novembro. A afirmação foi feita nesta quarta-feira (16) pelo secretário de Comunicação Eletrônica do Ministério das Comunicações, Emiliano José, durante audiência pública na Comissão de Ciência e Tecnologia da Câmara dos Deputados.


Segundo Emiliano, a previsão é de que o processo de migração dessas 200 primeiras emissoras tenha início no dia 7 de novembro próximo, Dia do Radialista, e seja concluído em dezembro. Depois desse primeiro lote, a mudança de faixa continuará em 2016. Pelo cronograma do ministério, outras 200 emissoras deverão migrar em março do próximo ano, mais 200 rádios em maio, 150 em julho e 144 em setembro, totalizando 894 emissoras.


Mais de mil emissoras demonstraram interesse em fazer a mudança de faixa, mas apenas 39 delas estão com a documentação em dia e aptas a migrar para FM, de acordo com o secretário.


Existem atualmente no Brasil 1.781 emissoras de rádio AM, de acordo com dados da Secretaria de Comunicação Eletrônica. Desse total, 1.386 pediram para migrar para a faixa de FM. Com a mudança, as rádios melhoram a qualidade da transmissão de sua programação, além de reverter a redução de audiência que as AMs vêm enfrentando nos últimos anos. A migração para a faixa de FM é opcional.

Preço


O ministério ainda está trabalhando para definir os valores que serão pagos pelo radiodifusor para fazer a migração de AM para FM. Para Emiliano, é preciso corrigir uma lacuna representada pela falta de parâmetros claros dos valores do setor de comunicação no Brasil. "Não temos o valor de mercado de uma FM. Quanto vale uma emissora de TV? Vamos fazer um levantamento junto ao setor para chegar a essa definição", garantiu.


Para isso, o Ministério das Comunicações está elaborando uma metodologia de cálculo para estabelecer o preço justo das emissoras no mercado. Esse valor será definido com base em um levantamento que está sendo realizado junto ao setor de radiodifusão. O cálculo do preço mínimo estabelecido pelo Tribunal de Contas da Uniao (TCU) para uma concessão de rádio no município de Anápolis (GO) deverá ser usado como parâmetro. Além disso, o ministério também discute o assunto com a Associação Brasileira das Emissoras de Rádio e Televisão (Abert).

http://www.loucosporradio.com.br/2015/09/migracao-do-radio-am-deve-comecar-em.html

Há 19 anos o Brasil perdia Taiguara, que teve 68 músicas censuradas pela ditadura militar

Há 19 anos o País perdia Taiguara, músico considerado um dos símbolos da resistência à censura durante a ditadura militar brasileira. Taiguara Chalar da Silva morreu em 1996 aos 50 anos, de falência múltipla de órgãos em decorrência de um câncer na bexiga.


Ele fez bastante sucesso nas décadas de 60 e 70. Seus dois primeiros LPs foram gravados no selo Philips pelo produtor Armando Pittigliani. Autor de vários clássicos da MPB, como Hoje, Universo do teu corpo, Piano e viola, Amanda, Tributo a Jacob do Bandolim, Viagem, Berço de Marcela, Teu sonho não acabou, Geração 70 e Que as Crianças Cantem Livres; entre outros.


Taiguara foi um dos compositores mais censurados na história da MPB, tendo 68 canções censuradas e escreveu uma, Cavaleiro da Esperança, em homenagem a Luís Carlos Prestes, fundado do Partido Comunista Brasileiro . Os problemas com a censura eventualmente levaram Taiguara a se auto-exilar na Inglaterra em meados de 1973.


Em 1975, voltou ao Brasil e gravou o Imyra, Tayra, Ipy - que teve todas as músicas censuradas pela ditadura.  O espetáculo de lançamento do disco foi cancelado e todas as cópias foram recolhidas pela ditadura militar das lojas em apenas 72 horas. Em seguida, Taiguara partiu para um segundo autoexílio que o levaria à África e à Europa por vários anos.


Quando finalmente voltou a cantar no Brasil, em meados dos anos 80, não obteve mais o grande sucesso de outros tempos, muito embora suas músicas de maior êxito tenham continuado a serem relembradas em flashbacks das rádios AM e FM.

 

http://anistiapolitica.org.br/abap/index.php?option=com_content&view=article&id=4370%3Aha-19-anos-o-brasil-perdia-taiguara-que-teve-68-musicas-censuradas-pela-ditadura-militar

Ministras do STF votam contra financiamento privado de campanhas políticas

A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), acompanhou a maioria já formada na Corte e votou hoje (17) contra o financiamento privado de campanhas políticas. O placar da votação, que começou em 2013, é de oito votos a dois contra as doações de empresas para candidatos e partidos políticos. A votação segue com o voto da ministra Cármen Lúcia. Falta o voto do ministro Celso de Mello, decano do STF.

Segundo a ministra, o poder econômico das doações de empresas desequilibra o jogo politico. “A influencia do poder econômico culmina por transformar o processo eleitoral em jogo político de cartas marcadas, que faz o eleitor um fantoche.”

A ministra Carmen Lúcia também votou contra a continuidade do financiamento privado de campanhas políticas. Para a ministra, a influência das doações desiguala a disputa eleitoral entre os partidos e internamente, pois o candidato passa a representar os interesse das empresas e não do cidadão em sua função pública.

O julgamento começou em 2013. Após vários pedidos de vista, já votaram com o relator, ministro Luiz Fux, os ministros Luís Roberto Barroso, Dias Toffoli, Joaquim Barbosa (aposentado), Marco Aurélio, Ricardo Lewandowski e Rosa Weber. Teori Zavascki e Gilmar Mendes votaram a favor das doações de empresas.

Durante o voto da ministra Rosa Weber, Teori Zavascki reajustou seu entendimento  para manter a validade das doações, mas incluiu limites, como a proibição de doações de empresas que detém contratos com administração pública e a vedação de contribuições para candidatos que competem entre si. Zavascki entendeu que as proibições estão implícitas na Constituição.

Apesar da maioria formada contra a continuidade do financiamento privado, atual sistema em vigor, o assunto continuará em discussão. O entendimento firmado pelo Supremo poderá ser aplicado às eleições municipais de outubro de 2016 somente se a votação for encerrada até o dia 2 de outubro, um ano antes do pleito.

A decisão da Corte será definitiva e independe de avaliação da presidenta Dilma Rousseff sobre o projeto de lei aprovado semana passada na Câmara dos Deputados, autorizando o financiamento. A presidenta tem de decidir se veta ou sanciona a matéria. Em caso de sanção, será necessária outra ação para questionar a data em que a lei entrará em vigor.

O Supremo julga ação direta de inconstitucionalidade apresentada pela OAB contra doações de empresas a candidatos e a partidos políticos. A entidade contesta os artigos da Lei dos Partidos Políticos e da Lei das Eleições, que autorizam as doações para campanhas.

http://agenciabrasil.ebc.com.br/politica/noticia/2015-09/ministra-do-stf-vota-contra-financiamento-privado-de-campanhas-politicas

Dia 5 de outubro: Governador definirá em audiência com Sindicato APEOC desembolso do RETROATIVO!

Após cobrança de nossa entidade junto à Chefia de Gabinete do Governador, Camilo Santana, e ao Coordenador de relações com Movimento Sociais do executivo estadual, foi definida a data do dia 5 de outubro para resolução sobre a forma e calendário de desembolso dos valores retroativos devidos aos professores em virtude da conquista da aplicação da lei 11.738 (PISO NACIONAL) em consonância com a lei 12066 (CARREIRA ESTADUAL).

O reconhecimento da conquista, fruto de luta coletiva, feita com responsabilidade, capacidade criativa de mobilização e competência técnico jurídica, nos potencializa a levar adiante a saga de VALORIZAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO.

audiencia retroativo160920152

Neste sentido, não embarcaremos no trem do pessimismo, da demagogia, do oportunismo e muito menos seremos reféns do sectarismo ou voluntarismo.

Queremos enfrentar o DRAGÃO e suas múltiplas faces (imperialismo, fascismo, golpismo, financismo, entreguismo e o fundamentalismo). Colocamos como centro estratégico a preservação de nossos direitos e avanços em nossas conquistas, entendendo a exigência de priorizar a luta por maior e melhor financiamento da educação pública e consequente valorização dos profissionais da educação.

O RETROATIVO É CONSEQUÊNCIA DE UMA LUTA VITORIOSA, concretizado em lei, faltando apenas, para sua efetivação, o desembolso dos meses anteriores a julho de 2015.

No Ceará, estamos cobrando complemento de avanços, e não lutando contra parcelamentos ou atrasos de salários.

Olhamos para o RETROATIVO, sem desviar o olhar do PRÉ SAL - que um conluio de entreguistas e golpistas querem entregar ao IMPERIALISMO, em detrimento da nação.

A crise, nós enfrentaremos com coragem, sabedoria, propostas e luta.
Venceremos!!!

Taça Fares Lopes–Ferroviário não consegue passar pelo Pacatuba no PV

Na noite desta terça feira 16, Ferroviário e Pacatuba se encontraram oficialmente pela primeira vez em suas histórias, no Estádio Presidente Vargas. Tendo estreado na Taça Fares Lopes com uma difícil vitória sobre o Fortaleza, o que lhe colocou na liderança do grupo A2, o Pacatuba veio para o jogo respeitando o Ferrão, porém pensando na vitória. 

Já o Tubarão, que vinha de uma derrota diante do
Tiradentes, seu único objetivo era a recuperação.

Antes do início da partida, o Presidente coral Calos Alberto Mesquita apresentou à galera coral, que se fez presente em bom número ao PV, suas últimas aquisições:
O lateral Zadda, o atacante Clodoaldo e o meia Vitor, emprestado pelo Ceará.

Com a bola rolando, o Ferrão partiu para cima do time da Serra com vontade, e o percentual de posse de bola, favorecia claramente o clube da Barra do Ceará, porém o Pacatuba sempre chegava levando perigo à meta defendida por Dionatan.

Antes dos 25 minutos de jogo, o técnico coral Rômulo queimou logo duas substituições, tirou Rinaldo e Junior Cearense, mudanças que não deixaram o veterano atacante muito feliz, (por sinal saiu bastante aborrecido). Na vaga dos dois entraram Clayton e Matheus respectivamente. 

Não demorou muito e Hérlon Júnior abriu o placar para o Pacatuba. Pressão coral e contra ataques perigosos do Pacatuba, e assim terminou a primeira etapa com a vitória parcial (1x0) do Clube da Serra sobre o Ferroviário.

Veio o segundo tempo e a pressão coral aumentava, como também as oportunidades perdidas pelo Ferroviário e como diz a máxima do futebol “quem não faz leva” o meia do Pacatuba Paulista em um contra-ataque rápido, marcou um golaço depois de driblar dois defensores corais bateu com força na saída de Dionatan, sem chances para o arqueiro do Ferrão, 2x0 para o Pacatuba.

Então a galera coral ameaçou ir embora, mas desistiu. Ficou e viu a estrela do Estrela brilhar e como diria Jorge Benjor “em uma jogada celestial” depois de driblar meio time do Ferrão passou pelo goleiro coral e só não entrou com bola e tudo “porque teve humildade em gol”, 3x0 Pacatuba, estava decretada a segunda vitória pacatubana na Fares Lopes e a segunda derrota coral seguida no mesmo torneio. 

E somente para complicar mais ainda a vida coral, Erandir ainda foi expulso depois de falta violenta sobre o meia Glauber. 

A partir de então, o Pacatuba passou a tocar a bola para gastar o tempo e foi só aguardar o apito final do árbitro para começar a comemoração da pequena torcida pacatubana presente ao PV.

O Pacatuba volta a campo pela série C cearense neste sábado 19 no PV, necessitando apenas de um empate diante do líder Floresta, para passar de fase no certame estadual, porém na Taça Fares Lopes só voltará a se apresentar na quarta feira 30, também no PV diante do Tigre da PM.
O Ferroviário voltará a campo na segunda feira 28 à tarde, no Estádio Alcides Santos diante do Tricolor de Aço. A Taça Fares Lopes não para e prossegue já nesta quinta-feira 17, às 15h30 no Carlos de Alencar Pinto com o jogo entre Ceará x Tiradentes.

Ficha técnica
Ferroviário 0x3 Pacatuba 

Competição: Taça Fares Lopes 2015
Local Estádio Presidente Vargas
Data 16/09/2015 20.30hs.
Arbitragem: JUCEANDO SOUSA
Aux: RENAN AGUIAR e GETUR ALMEIDA 

Gols: Herlon Junior, Paulista e Estrela.
Cartões Vermelhos: Erandir (FER)

Ferroviário: Dionatan, Amaral, Douglas Airton Junior e Robertinho: Erandir, Piter, Maiquel e Junior Cearense (Mateus): Rinaldo (Clayton) e Niel (Maxuel).
Técnico: Rômulo

Pacatuba: Jorge, Emerson (Jardel), Airton Junior, Moisés e Fabinho: Bizinga, Erlon(Hélio), Glauber e Paulista: Estrela e Ricardo Longa (Magno).
Técnico: Mauricio Santos

Confira os gols


Fonte: http://deberlima.blogspot.com.br/

Campeonato Cearense C - Pacatuba vence mais uma de goleada e assume a vice liderança da competição

Na tarde  de sábado (12), em partida  válida pela 8ª rodada do  Campeonato Cearense da Série C, no Estádio Presidente Vargas, o Pacatuba aplicou mais uma goleada e assumiu a vice-liderança da competição.

Fato é que o Pacatuba não reeditou as suas últimas atuações, mas conseguiu aplicar a sonora goleada de 4 a 1 no Aliança. Cabe mencionar que o Pacatuba estava desfalcado de três dos seus principais jogadores ( Bezinga, Emerson e Thiago Henzi ).

O jogo começou com as duas equipes se estudando, sem muitas emoções. O Pacatuba conseguiu  abrir o marcador através do atacante Estrela que, em bola alçada na área pelo meio campista  Leandro, só escorou de cabeça  pro fundo das redes do goleiro Renan. Pacatuba 1, Aliança 0.

A partida continuava muito burocrática, sem muita movimentação. Apesar disso, o Pacatuba consegue ampliar o marcador, em bola lançada em profundidade por Leandro, buscando o atacante Paulista, o goleiro adversário cometeu penalidade máxima. Da marca da cal, Estrela fuzilou o  arqueiro Renan, fazendo: Pacatuba 2, Aliança 0.

O Aliança conseguiu diminuir o placar ainda na primeira etapa através do atacante Sena que, se aproveitando de uma bobeada da zaga do Pacatuba, empurra para dentro da meta do goleiro Jorge. Pacatuba 2, Aliança 1.

O segundo tempo foi ainda mais melancólico, o Pacatuba fez mais dois gols através de Paulista e Magno, respectivamente. Fechando a fatura: Pacatuba 4, Aliança 1.

Ficha Técnica do Jogo

Campeonato Cearense da Série C
Estádio Presidente Vargas
Gols: Estrela (2), Paulista e Magno (Pacatuba); Sena (Aliança)
Arbitragem: Antônio Sócrates, Jailson Albano e Wellington Brito

Pacatuba: Jorge, Allan (Márcio), Rafael, Moisés, Fabinho, Glauber, Hérlon Júnior (Magno), Paulista, Leandro (Jardel), Estrela e Ricardo Longa.
Técnico: Maurício Santos

Aliança: Renan, Ney (Brendon), Miranda, Diego, Máximo, Alemão, Dayvison (Teodoro), Gustavo, Sena, Ítalo (Douglinhas) e Márcio.
Técnico: Jânio Bernardino

Confira a Classificação

 Próximos jogos das equipes

Campeonato Cearense C
Quinta-feira (17) , às 15:30, Aliança x Juazeiro - Estádio Domingão (Horizonte)
Sábado (19), às 15:30, Pacatuba x Floresta - Estádio Presidente Vargas

Pela Taça Fares  Lopes
Terça-feira (15), às 20:15, Ferroviário x Pacatuba - Estádio Presidente Vargas

Confira os  gols da  partida


Crédito da foto: Ronaldo Déber Lima

Pacatuba Em Foco

Gregório: 'querem tirar a Dilma para roubar mais'

O humorista e escritor Gregório Duvivier concedeu uma entrevista ao canal 24, em Portugal, em que detonou o movimento pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff; "Será que só agora descobriram a corrupção? É tudo uma grande mentira. Querem tirá-la para roubar mais. Quem quer a Dilma fora é Renan Calheiros, Eduardo Cunha e Aécio Neves, que são comprovadamente corruptos", disse ele; Gregório afirmou ainda que essa mudança seria equivalente a "limpar o chão com bosta"; em outro trecho da entrevista, o ator afirmou que Dilma corre o risco de cair justamente por ser a presidente menos conivente com a corrupção que o Brasil já conheceu; confira a íntegra

O humorista e escritor Gregório Duvivier, do grupo Porta dos Fundos, concedeu uma entrevista ao canal 24, em Portugal, em que detonou o movimento pelo impeachment da presidente Dilma Rousseff.

"Será que só agora descobriram a corrupção? É tudo uma grande mentira. Querem tirá-la para roubar mais. Quem quer a Dilma fora é Renan Calheiros, Eduardo Cunha e Aécio Neves, que são comprovadamente corruptos", disse ele.

Gregório afirmou ainda que essa mudança seria equivalente a "limpar o chão com bosta".

"São esses que querem tirar um presidente por causa da corrupção ? Até parece. É querer limpar o chão com bosta!"

Em outro trecho da entrevista, o ator afirmou que Dilma corre o risco de cair justamente por ser a presidente menos conivente com a corrupção que o Brasil já conheceu.

Confira o principal trecho da entrevista:



http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/196453/Greg%C3%B3rio-'querem-tirar-a-Dilma-para-roubar-mais'.htm
←  Anterior Proxima  → Inicio

Agenda de Jogos da Semana

Quarta-Feira, 22, às 15h00
Ceará x Portuguesa - PV

Quinta-Feira, 23, às 21h30
Fortaleza x Botafogo-PB - Castelão

Sábado, 25, às 16h00
Fortaleza x Vasco da Gama - Castelão

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

Votar ao Topo