Primeira-dama é presa por reter cartão de idoso e sacar quase R$ 24 mil ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Primeira-dama é presa por reter cartão de idoso e sacar quase R$ 24 mil

A primeira-dama e uma servidora municipal de Jaraguari, cidade a 43 km de Campo Grande, foram presas suspeita de reter o cartão aposentadoria de dois idosos e fazer saques da conta deles. Segundo a Polícia Civil, a primeira-dama se apropriou de quase R$ 24 mil durante 2 anos e 4 meses em que ficou com o cartão de um idoso de 88 anos.

Cláudia Batista de Oliveira Vilela é esposa do prefeito Vagner Gomes Vilela (PDT) e também secretária de assistência social do município. Ela foi presa em flagrante depois que a polícia encontrou com ela o cartão aposentadoria do idoso.

A secretária de assistência social prestou depoimento por nove horas e foi liberada depois de pagar R$ 6,3 mil de fiança. Ao sair da delegacia, a primeira-dama correu para não falar com a imprensa. O prefeito de Jaraguari disse que a esposa é inocente.

Primeira Dama da prefeitura de Jaraguari (Foto: Reprodução/TV Morena)Primeira-dama de Jaraguari (MS)
(Foto: Reprodução/TV Morena)

"Ela está ali para ajudar, a gente sempre esteve aí para ajudar. A gente tem a Casa Lar aqui, sempre a gente pegou nessas condições e ela estava com cartão na Assitência porque, incluisive em 2013, ela foi até a promotoria, pediu a orientação e falou: olha, você pode ficar com dinheiro e, ao mesmo tempo, faz a prestação de conta. A gente mostrou, inclusive, hoje na delegacia que ela tem toda a prestação de conta do que era feito com o dinheiro do aposentado", alegou o prefeito.

Até a publicação desta reportagem, a TV Morena não tinha conseguido contato com a promotoria do município para checar a informação do prefeito.

A diretora da Casa Lar, onde ficam aos idosos, pagou fiança de um salário mínimo. Há 5 meses, ela estaria com o cartão de aposentadoria de outro idoso, de 77 anos, que recebe um salário mínimo por mês. A polícia apreendeu os cartões e R$ 10,8 mil, que seria parte do dinheiro das aposentadorias dos dois idosos.

Debilidade
Segundo o delegado que investiga o caso, Antenor Batista da Silva Júnior, a primeira-dama justificou a debilidade do idoso para dizer que tinha o direito de administrar o recebimento do benefício junto ao Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS). O idoso está lúcido e tem problema apenas de locomoção, segundo Batista.

"Ela nos alegou que pagava compra com aquisições de medicamentos, vestimentas, alimentos e que todos os meses dava R$ 100, R$ 150, R$ 200 [para o idoso], fato negado pelo idoso com relação, principalmente, a não ter recebido durante esse tempo qualquer quantia da primeira-dama", explicou Batista.

O próximo passo da investigação, segundo a polícia, é analisar as notas fiscais apresentadas pela primeira-dama. Os valores chegam a quase R$ 13 mil, segundo Batista. A polícia quer saber como e onde o dinheiro foi usado.

"Foi pedido que a primeira-dama apresentasse o dinheiro que tinha retido do idoso, chegando no local, alegaram que não tinham chave do armário. Quando retornaram, com ordem de arrombamento foi encontrado apenas R$ 5.270 em espécie, tendo alegado a primeira-dama e a funcionária da assistência que tinha sumido ou extraviado mais de R$ 5 mil em espécie. Passado alguns instantes que lavrei a prisão em flagrante, a funcionária trouxe outro envelope com mais R$ 5 mil, sob alegação que estava em outro local. Outra funcionária trouxe mais R$ 570 e mais R$ 270", informou Batista.

A casa onde os idosos ficam é ao lado de uma unidade de saúde. Os policiais foram até o local colher depoimentos e constataram que as condições são precárias. Os moradores confirmaram a situação. Sobre as condições da Casa Lar de Idosos, o prefeito disse que vai analisar o caso e tomar providências.

A primeira-dama e a servidora do município foram indiciadas por apropriação indébita e reter o cartão magnético de conta bancária relativa a benefícios, crimes previstos no Estatuto do Idoso. Elas vão responder o processo em liberdade. Além desses crimes, a mulher do prefeito pode responder por expor a perigo a integridade e a saúde do idoso.

http://g1.globo.com/mato-grosso-do-sul/noticia/2015/07/primeira-dama-e-presa-por-reter-cartao-de-idoso-e-sacar-quase-r-24-mil.html

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET