Operação da PF caça acusados por desvios no Fundeb ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Operação da PF caça acusados por desvios no Fundeb

A PF estima em aproximadamente R$ 57 milhões os prejuízos causados pela organização. No esquema, prefeitos embolsavam 10% e lobistas, 3%

A Polícia Federal deflagrou na manhã de ontem a Operação Águia de Haia para desarticular uma organização criminosa acusada de desviar recursos públicos destinados ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). De acordo com a PF, a organização forjava licitações, em conluio com agentes públicos e mediante o pagamento de propina, para desviar recursos federais do fundo.

A PF estima em aproximadamente R$ 57 milhões os prejuízos causados pela organização. A Polícia cumpria na mesma data 96 mandados de busca e apreensão e quatro de prisão preventiva no Distrito Federal e nos estados da Bahia, Minas Gerais e São Paulo. Ao todo, 450 agentes participam da Operação Águia de Haia. A investigação da Polícia apontou que a organização começou os desvios em 2009 em São Paulo.

Depois, migrou para Minas Gerais e, em 2010, estabeleceu a base principal de atuação na Bahia. Ao todo, 20 municípios participaram desses desvios: 18 na Bahia, um em Minas Gerias e um em São Paulo. Os responsáveis pelas fraudes, segundo a Polícia, serão indiciados por crimes licitatórios, corrupção ativa e passiva e formação de quadrilha, entre outros delitos.

10% para prefeitos

Prefeitos de cidades da Bahia, Minas Gerais e São Paulo recebiam 10% do valor de contratos fraudados na área da educação, de acordo com a PF. Segundo os delegados federais Fernando Bebert e Fábio Muniz, os prefeitos receberiam 10% do valor dos contratos, enquanto 3% ficavam para lobistas que atuavam como intermediários.

O esquema fraudava licitações e superfaturava contratos de projetos de inclusão digital. “Os projetos licitatórios eram completamente fraudados, desde a licitação até o edital. Nós temos certeza da participação dos prefeitos”, afirmou Bebert.

Quatro empresas participavam do esquema, sendo que duas venciam as licitações e outras duas atuavam como figurantes nos certames. Os contratos eram apenas parcialmente executados e, em alguns casos, sequer houve a implantação dos projetos de inclusão digital. (da Folhapress)

NÚMEROS

R$57 mi

é a estimativa dos prejuízos causados pela organização, segundo a Polícia

96

mandatos de busca e apreensão foram cumpridos ontem pela Polícia Federal

Saiba mais

Foram cumpridos quatro mandados de prisão expedidos pelo TRF (Tribunal Regional Federal). Não há políticos entre os presos.

Segundo a PF, um deputado estaria envolvido no esquema, mas seu nome não foi divulgado.Na manhã desta segunda, foi realizada busca e apreensão no gabinete do deputado estadual Calos Ubaldino (PSC-BA). A reportagem não conseguiu localizar o parlamentar.

O nome da operação, “Águia de Haia”, faz referência ao político e jurista baiano Ruy Barbosa, que ganhou este apelido após participar com destaque da Conferência da Paz de Haia em 1907.

A prefeitura da cidade de Ruy Barbosa (a 320 km de Salvador) está entre as investigadas.

Fonte:http://www.opovo.com.br/app/opovo/brasil/2015/07/14/noticiasjornalbrasil,3469399/operacao-da-pf-caca-acusados-por-desvios-no-fundeb.shtml

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET