Petrobras - 'Querem as riquezas do solo brasileiro e sacrificar Dilma e Lula', afirma cineasta ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Petrobras - 'Querem as riquezas do solo brasileiro e sacrificar Dilma e Lula', afirma cineasta

O país não pode abrir mão da Petrobras e de empreiteiras brasileiras que têm não só mercado nacional como internacional, dada a qualidade dos serviços, know-how técnico dessas empresas, “hoje patrimônio nacional”, afirma o cineasta Luiz Carlos Barreto em entrevista à jornalista Marilu Cabañas, na Rádio Brasil Atual.

“Punam-se os responsáveis, as pessoas que praticaram os malfeitos, como diz a presidenta Dilma”, diz o cineasta, acrescentando que é preciso preservar a existência das empresas. Tanto a Petrobras quanto as empreiteiras foram vítimas de maus gestores, de aventureiros, na opinião do cineasta.

“Se a gente fosse punir o Congresso Nacional por cada malfeito que os deputados e os senadores fazem através dos tempos, os escândalos que aparecem envolvendo parlamentares, se você fosse culpar e fechar o Congresso, nós viveríamos em permanente regime de ditadura.”

E continua: “Você não pode pedir o fechamento do Congresso porque um deputado ou senador ou ambos cometeram atos irregulares; a mesma coisa se aplica à Petrobras e empreiteiras. Você não pode querer liquidar com as empresas ou privatizar a Petrobras porque alguns dirigentes ou funcionários cometeram atos ilegais”.

Para o cineasta, a delação não é aceitável, porque quem delata, segundo ele, não merece credibilidade. Ele pondera que todas as acusações estão sujeitas a prova, mas a mídia já incriminou e julgou de maneira acabada. “Hoje o noticiário não é apenas informativo, ele é conceitual; o noticiário virou algo opinativo, a notícia já é redigida de uma maneira contra os manuais de redação. A reportagem deve ser informativa, não pode ser opinativa.”

O que existe na verdade é uma luta de posse pelo pré-sal, segundo o cineasta. “O pré-sal, que é a maior reserva de petróleo do mundo, porque ele vai de Porto Alegre a Belém, segundo os estudos e as prospecções, então, isso é um patrimônio nacional e hoje a Petrobras é igual à Amazônia. Querem privatizar a Petrobras como internacionalizar a Amazônia, quer dizer, são interesses econômicos de se apossar de uma riqueza nitidamente nacional”, afirma.

“A desgraça da Petrobras é ela ter descoberto o pré-sal, isso despertou toda a ambição da banca internacional, do capital financeiro internacional, isso é o que está na cara. Nós estamos vendo o filme se repetir: o Getúlio (Vargas) foi levado ao suicídio por causa da Petrobras; no mesmo ano de sua morte, foi derrubado Perón (na Argentina). Hoje estão tentando derrubar a Dilma e a presidenta da Argentina (Cristina Kirchner).”

"Tudo isso ocorre porque não conseguiram derrotar a presidenta Dilma nas urnas", destaca o cineasta. “Através das urnas, as camadas populares entenderam que esses governos são a favor da população pobre, que hoje em dia está fidelizada com os partidos de tendência de esquerda. Não é só o problema da corrupção, porque quanto a isso você pune a pessoa e acabou. O problema é se apossar das riquezas que estão no solo brasileiro. Isso sacrificou Getúlio, João Goulart, e agora querem sacrificar a Dilma, o Lula e todos os líderes populares que surjam ou venham a surgir terão esse tipo de combate.”

 

Fonte:http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2015/02/querem-riquezas-do-solo-brasileiros-e-sacrificar-dilma-e-lula-diz-cineasta-3684.html

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET