Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

APEOC - A educação pública nos exige tomadas de posição em defesa do Pré-sal

Por Reginaldo Pinheiro

O Senado aprovou na semana passada um pedido de urgência para a tramitação do Projeto de Lei do Senado (PLS) 131/2015, do senador José Serra (PSDB-SP), que libera a estatal da função de operadora única do pré-sal e a desobriga da participação mínima de 30% dos blocos licitados.

A medida,se aprovada, enfraquece a Petrobrás e abre caminho para retrocesso no financiamento da educação pública.

A Lei nº 12.858, aprovada em 2013, garante que 75% dos royalties do petróleo e 50% dos recursos recebidos pelo Fundo Social do Pré-sal sejam destinados à educação pública, com prioridade para educação básica, até que sejam cumpridas as metas estabelecidas no Plano Nacional de Educação. Pela primeira vez isso acontece na História de nosso país. Essa é uma conquista do povo brasileiro.

Fruto de nossa atuação durante a tramitação da matéria, foi assegurando pela Lei nº 12.858, o investimento dos recursos no pagamento de salários e outras verbas de natureza remuneratória a profissionais do magistério em efetivo exercício na rede pública.

Esse dinheiro é indispensável para alcançarmos investimentos de 10% do Produto Interno Bruto, nos próximos 10 anos, em educação, conforme estabelece o Plano Nacional de Educação.

A intenção de muitos senadores em aprovar a redução de nossa fatia na exploração do Pré-sal dá sentido à campanha de desmonte da Petrobras patrocinada pela grande mídia nos últimos meses.

É preciso que entendamos a gravidade do problema. Querem entregar de mão beijada nossa riqueza. A consequência dessa insanidade, se aprovada pelo Senado, é desastrosa para nosso povo, especialmente para educação pública.

Não podemos silenciar. A educação Pública reclama ação!

Professor Reginaldo Pinheiro
Graduado em Filosofia e Direito, professor de História e Filosofia da Rede Estadual e Municipal de ensino, Vice-Presidente do Sindicato-APEOC, Conselheiro Municipal de Educação de Fortaleza e advogado. Especialista em Metodologia do Ensino Fundamental e Médio e em Direito e Processo Administrativo.

Grécia não paga dívida ao FMI e entra oficialmente em calote

Acabou às 19h de Brasília o prazo para a Grécia pagar cerca de 1,6 bilhão de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI). Sem ter quitado a parcela do resgate financeiro, o país entrou oficialmente em calote com os credores internacionais.

Com o calote, a Grécia deixará de ter acesso aos empréstimos do FMI e perde direito de voto no fundo. O não pagamento da dívida pode fazer o país sair da zona do euro, grupo de países que adotam a moeda única.

Mais cedo, o país tinha pedido ao FMI para adiar o pagamento das parcelas por quatro meses. O governo grego recorreu a um mecanismo, usado na década de 1990 pela Nicarágua e pela Guiana, que permite que países beneficiados por linhas de socorro do fundo adiem o pagamento de três a cinco anos, tempo de duração dos empréstimos.

Em nota, o FMI confirmou o não recebimento da parcela e informou que o pedido da Grécia para estender o prazo de pagamento ainda será avaliado. “Informamos nosso Comitê Executivo de que a Grécia está agora em atraso e que só pode receber financiamentos do FMI uma vez que as pendências estejam sanadas. Também confirmamos que o FMI recebeu um pedido das autoridades gregas por uma extensão da obrigação de pagamento que vencia hoje, que ainda irá para discussão do Comitê Executivo”.

Hoje, os ministros de Finanças da zona do euro recusaram o pedido do governo grego de estender o programa de resgate financeiro. Sem acesso às linhas especiais de crédito, a Grécia não teve dinheiro para pagar a parcela devida ao FMI.

Gastos públicos elevados e descontrole das contas, entre outros motivos, levaram a Grécia à atual situação. Em assistência financeira desde 2010, o país recebeu dois empréstimos dos parceiros europeus e do Fundo Monetário Internacional totalizando 240 bilhões de euros. Em troca, o governo grego comprometeu-se a cumprir duras medidas de austeridade.

Os aumentos de impostos, a redução de benefícios sociais e o corte de gastos públicos puseram a população em um grande aperto financeiro. No início do ano, Alexis Tsipras, líder da legenda radical de esquerda Syriza, venceu as eleições prometendo renegociar a dívida com os credores internacionais e rever a política de austeridade.

Fonte:http://agenciabrasil.ebc.com.br/internacional/noticia/2015-06/grecia-nao-paga-divida-ao-fmi-e-entra-oficialmente-em-calote

O método seletivo da Lava Jato

Por Paulo Moreira Leite

Sempre que a seletividade das investigações da Lava Jato se torna um fato evidente como a silhueta do Pão de Açúcar na paisagem do Rio de Janeiro, aliados do juiz Sérgio Moro sacam um argumento conhecido: “um crime deve ser tolerado só porque outros o praticam?”
Inteligente na aparência, esse argumento tenta esconder uma verdade mais dura, inaceitável. Vivemos num país onde a seletividade não é um acaso - mas um método.
Essa visão benigna do problema ressurgiu agora, quando a delação premiada de Ricardo Pessoa, mesmo voltada para produzir provas e acusações contra o governo Dilma, Lula e o Partido dos Trabalhadores, não pode deixar de jogar luzes sobre a campanha do PSDB e outros partidos de oposição.


O recursos estão lá, demonstrando que Aécio Neves recebeu mais dinheiro do que Dilma. Que Aloysio Nunes Ferreira levou uma parte em cheque, a outra em dinheiro vivo. Julio Delgado, o relator da cassação de dois parlamentares - José Dirceu e André Vargas - foi acusado de embolsar R$ 150 000 reais de uma remessa maior enviada a Gim Argello para enterrar uma das diversas CPIs sobre a Petrobras.

Será a mesma que permitiu ao senador Sergio Guerra, então presidente do PSDB, levar R$ 10 milhões, uma quantia 66 vezes maior que a de Julio Delgado, para fazer a mesma coisa? Ou essa era outra CPI?
Não sabemos e dificilmente saberemos. A presença de altas somas nos meios políticos é uma decorrência natural das regras de financiamento de campanha, criadas justamente para que os empresários sejam recebidos de portas abertas pelos partidos e candidatos,com direito às mesuras merecidas por quem carrega uma mercadoria tão essencial, não é mesmo?

Não custa lembrar: justamente o PSDB foi responsável pela entrega de votos essenciais para a manutenção das contribuições de empresas privadas em campanhas eleitorais. Os tucanos gostam tanto desse tipo de coisa que, quando ocorreu uma segunda votação, na última chance para se conservar o sistema, até os dois parlamentares — só dois, veja bem –que se abstiveram na primeira vez foram chamados a fazer sua parte e não se negaram a participar de uma manobra que, além de tudo, tinha caráter anticonstitucional.

O PT, seletivamente investigado na Lava Jato, votou contra.

Não é curioso? Não seria muito mais proveitoso entender o imenso interesse tucano pelo dinheiro dos empresários, os mesmos, exatamente os mesmos, que agora são interrogados e presos por longos meses depois que resolveram ajudar o PT?
Isso acontece porque a seletividade não é um acidente de percurso. Está na essência de investigações de grande interesse político - como a Lava Jato, a AP 470 - porque não interessa investigar todo e qualquer suspeito num país onde o Estado "se legitima" quando atua em defesa do "grupo dominante", nas palavras da professora Maria Silvia de Carvalho Franco.

Quando você escolhe o alvo e seleciona o inimigo, a regra fundamental de que todos são iguais perante a lei, qualquer que seja sua raça, origem social ou credo, deve ser ignorada porque só atrapalha o serviço. A igualdade deve ser substituída pela seletividade.

No Brasil colonia, a Coroa portuguesa procurava hereges que pudessem ser julgados pela inquisição. Eles eram procurados até nos banheiros, acusados de proferir blasfêmias que ofendiam a Igreja Católica. Localizados e presos, eram conduzidos a Portugal, aprende-se nos relatos do livro Tempo dos Flamengos, do pesquisador Antônio Gonsalves (com “s” mesmo) de Mello.

Esse tratamento, brutal, inaceitável, era coerente com um regime absolutista, no qual homens e mulheres eram desiguais por determinação divina. A seletividade fazia parte natural das coisas.
Em tempos atuais, onde a democracia é um valor universal, é preciso escolher muito bem os alvos e ter noção de seu significado. Quem legitima a escolha? Os meios de comunicação, a principal correia de transmissão entre as ações do Estado e o conjunto da sociedade, que também espelha o ponto de vista do mesmo ” grupo dominante.”

Não vamos esquecer que os mesmos jornais e revistas que hoje glorificam Sérgio Moro e em 2012 endeusaram Joaquim Barbosa também aplaudiram o delegado Sérgio Fleury e outros torturadores que eram apresentados como caçadores de terroristas. Questão de momento, vamos combinar.

Se a denúncia do caráter parcial de uma investigação obviamente beneficia quem está sendo prejudicado, o problema real é muito maior. A seletividade modifica a natureza do trabalho de apuração. Deixa de ser expressão de um erro, humano como todos os outros, para se tornar um método.

Quando uma investigação que deveria produzir uma decisão judicial isenta se transforma numa operação política, os objetivos mudam e os resultados também. Muitos culpados são apenas “culpados”, porque sua culpa está definida de antemão e só precisa ser confirmada pelas investigações. Vice-versa para quem se torna “inocente.”
Para dar um único exemplo, entre vários: policiais que trabalharam para AP 470 descobriram que o ex-ministro Pimenta da Veiga recebeu R$ 300 000 de Marcos Valério, em quatro cheques caídos em sua conta, meses depois do final do governo FHC. Embora essa soma seja seis vezes superior aos R$ 50 000 que João Paulo Cunha recebeu em sua conta, cumprindo pena de prisão por esse motivo, a investigação sobre Pimenta sequer está encerrada - doze anos depois dos cheques de Valério terem caído em sua conta. O ex-ministro tucano é culpado? Suspeito? Quem saberá?

Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com.br/2015/06/o-metodo-seletivo-da-lava-jato.html

APEOC - Audiência sindicato APEOC com PMF

Abono de Férias - Restituição?

Os profissionais da educação do município de Fortaleza foram surpreendidos com uma medida arbitrária e sem base legal por parte Prefeitura Municipal de Fortaleza, a suspensão do pagamento de abono de 1/3 de férias dos Profissionais da Educação.

Ou seja, professores mesmo com o tempo aquisitivo legal para gozo e recebimento remuneratório tiveram seus vencimentos subtraídos. Porém, não havia motivo legal que sustentasse a medida.

O Sindicato APEOC solicitou audiência e ficou ainda mais surpreso com a informação do Secretário de Educação Philipe Thoeofhilo que admitiu o equívoco e garantiu que no dia 10 de julho todos os 611 professores receberão seu abono de férias e que deverá chamar os professores que porventura tiverem recebido em duplicidade para restituição parcelada.

Perguntamos: que duplicidade pode haver nesse caso, se não existe nomeação de concursados em período que menor que 365 dias?!!! Se há algum pagamento indevido anterior temos inclusive que discutir se já não houve prescrição para a tal restituição que nesse caso é de cinco anos. Temos casos na lista dos 611 que remontam a pagamento de 2004, portanto, já prescritos.

O Sindicato APEOC esperar que o engodo administrativo abra a possibilidade de regulamentação do direito às Férias e seus desdobramentos remuneratórios em lei especifica e assegure de forma mais clara e segura esse direito, para, dessa forma, evitar situações semelhantes no futuro.

Fonte:http://www.apeoc.org.br/noticias2/7753-audiencia-sindicato-apeoc-com-pmf.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+apeoc+%28Sindicato+APEOC+-+%C3%9Altimas+Not%C3%ADcias%29

Ao calar o Faustão, Marieta Severo deve ser a próxima global a receber ameaça de morte

Por Kiko Nogueira

O próximo empregado da Globo a sofrer ameaça de morte, depois de Jô Soares, será Marieta Severo. Pode anotar. Marieta foi ao programa do Faustão, uma das maiores excrescências da televisão mundial desde a era paleozóica.

Fausto Silva estava fazendo mais uma daquelas homenagens picaretas que servem, na verdade, para promover um programa da emissora. Os artistas vão até lá por obrigação contratual, não porque gostem, embora todos sorriam obsequiosamente. O apresentador insiste que são “grandes figuras humanas”.

Ele se tornou uma espécie de papagaio do que lê e vê em revistas e telejornais, tecendo comentários sem noção sobre política. Em geral, dá liga quando está com uma descerebrada como, digamos, Suzana Vieira ou um genérico de Toni Ramos.

Quando aparece alguém um pouco mais inteligente, porém, ele se complica. Faustão anda tão enlouquecido em sua cavalgada que não lembrou, talvez, de quem se tratava. Começou com aquela conversa mole sobre o Brasil não ter “estrutura”. A única coisa organizada aqui é o crime, em sua opinião. Somos “o país da desesperança”.

Ela discordou com classe: “Não, eu sou sempre otimista”. O país caminhou muito, falou. “Pra mim, tem uma coisa muito importante: a inclusão social, a luta contra a desigualdade. A gente teve muito isso nos últimos anos. Estamos numa crise, mas vamos sair dela”. Ainda criticou os evangélicos. “Nada contra religião. Só não quero uma legislando a minha vida”, afirmou.

Recentemente, Marieta, que está no papel principal de uma nova série, deu uma longa entrevista no Globo. Se confessou chocada com o que chamou de retrocesso nas conquistas de sua geração (ela tem 68 anos).

“Sou contra a redução da maioridade penal e contra muita coisa que está em evidência e que, para a minha geração, é chocante”, disse a ex-mulher de Chico Buarque. “Eu sou da década de 1960, do feminismo, da liberdade sexual, das igualdades todas”.

Não é preciso dizer que a entrevista no Faustão não foi muito além do script. Marieta deu um recado importante no mesmo dia em que Mantega foi novamente hostilizado num restaurante de São Paulo.

Nas redes sociais, os suspeitos de sempre a enxovalhavam por ter “defendido o PT” (ela não falou no nome do partido). Uma medida sensata seria MS contratar um guarda-costas daqui por diante — inclusive para circular no Projac.

Fonte:http://www.diariodocentrodomundo.com.br/ao-calar-o-faustao-marieta-severo-deve-ser-a-proxima-global-a-receber-ameaca-de-morte-por-kiko-nogueira/

Campeonato Municipal de Pacatuba - Esporte Alto São João vence o Cialne e segue firme na disputa

AltoNa tarde deste domingo (28), no Estádio Alberto Sobrinho (Betão), em partida muito movimentada e recheada de gols, o Esporte Alto São João venceu a equipe do Cialne por 3 a 1 no tempo normal e também na disputa de pênaltis: 5 a 3.

A tarde de domingo, no Betão, também foi palco da disputa das mesmas equipes na preliminar e Esporte Alto São João também levou a melhor. Depois do empate no tempo normal, a disputa se deu na decisão por pênaltis. E o grande destaque foi o goleiro Tiroliu que pegou vários pânaltis. Detalhe: o mesmo goleiro, que era reserva dos titulares, entrou ao final da partida principal para desempenhar essa atividade, ou seja, tão somente para a disputa de pênaltis e ele foi fundamental nas duas disputas.

A partida começou a pleno vapor com as duas equipes se insinuando bastante e buscando, constamente, o campo de ataque do adversário. Numa dessas muitas investidas, em uma jogada envolvente, Cinaldo vai à linha de fundo e cruza rasteiro, cabendo ao atacante Abua, apenas escorar e por a bola no fundo das redes do goleiro Tito, fazendo: Esporte Alto São João 1; Cialne 0.

Como falei, a movimentação era intensa. O Cialne em uma bola levantada na grande área do adversário, sobra de cara pro gol para o insinuante meia Samuel, este, diante do goleiro Toinho, toca no canto e parte para o abraço. Agora: Esporte Alto São João 1; Cialne também 1.
Foi esse o placar da primeira etapa de jogo: Esporte Alto São João 1 x 1 Cialne.

CialneNa etapa complementar, o jogo se manteve com o mesmo padrão da etapa primeira. O Esporte Alto São João tanto martelava que, logo nos minutos iniciais, chegou ao seu segundo gol. O meia Estrela sassaricou diante da zaga, puxou pro meio e bateu de canhota no canto direito do goleiro Tito, que nada pode fazer. Muda o placar, agora: Esporte Alto São João 2; Cialne 1.

Após várias substituições no Esporte Alto São João, o time manteve a mesma pegada. O lateral Sávio, que acabara de entrar, vai à linha de fundo e cruza, milimetricamente, na cabeça de Júlio, que também acabara de entrar, e este não precisou nem pular, só testou e guardou no fundo das redes do goleiro Tito, fazendo: Esporte Alto São João 3; 1 Cialne.

Infelizmente, esse placar ainda não era suficiente para garantir o acesso do Esporte Alto São João, já que perdera na partida anterior por 2 a 0, na casa do adversário. Portanto, foi esse o placar do jogo no tempo regulamentar: Esporte Alto São João 3 x 1 Cialne.

A decisão foi então para a disputa da marca da cal. E nesse quesito, como já havia falado, o goleiro Tiroliu foi o grande destaque, tanto na partida preliminar quanto na partida principal.

E com isso, o Esporte Alto São João vence o Cialne por 5 a 3.

Ficha Técnica do Jogo:

Esporte Alto São João: Toinho (Tiroliu); Márcio; Ciê; Washington; Beleza (Wellington) (Júlio); Paulo; Vágner; Venta; Estrela; Cinaldo (Sávio) e Abua.

Cialne: Tito; Jhon Lenon; Paulinho Chinês (Daga); Jardel; Inglês; Piti; Jan (Batata); Breno; Samuel (Marciano); Don Don (Henrique) e Senhor.



(O vídeo será inserido após a edição)

Pacatuba Em Foco

Confira o resultado da Peneirada do Pacatuba Esporte Clube

pacatubaAo fim de todas as peneiradas que foram realizadas nos diversos bairros de nossa cidade. Finalmente saiu a tão esperada relação dos jovens atletas selecionados para treinarem a fim de garantirem a sua participação no Pacatuba Esporte Clube.

A comissão esportiva convoca os jogadores abaixo para comparecerem nesta terça-feira (30), no Estádio Alberto Sobrinho (Betão), às 13h30.

Goleiro:

Anderson Cocão

Lateral

Lucas Moraes; Hamilton dos Santos; Ronaldo da Silva; Carlos Jéferson; Erivan da Silva; Anornio Everardo; Francisco Vitor; Francisco Bruno;

Zagueiro:

Eri Jhonson; Paulo Sérgio; João Vitor; Antônio Marcos; Rodrigo Vieira; Lucas José;

Volante:

Thiago Rodrigues; Bruno César; Francisco Alexandre; José Thomaz; Claudemir Paiva; Luis Carlos; Lucas Leite; Matheus de Lima; William Ferrer;

Meia:

Alex Roberto; João Mateus; Júlio Rodrigues; Mateus Nepomuceno; Jaison Campelim; David Martins; Antonio Jessé; João Carlos; Wesclei Ferreira

Atacante:

Anderson Xavier; Anderson Xavier de Souza; Júlio César; Elinhares Félix; Teodoro Ismael; Mateus da Silva; Caio Ferreira; Sangelo Gabriel; Teodoro Israel; Kevin; Jéfferson Sousa

Pacatuba Em Foco

O lado negro do Facebook na capa da Super Interessante

A edição 348 da Revista Super Interessante traz, estampada em sua capa, aquilo que TODAS as agências de Marketing e profissionais medíocres de marketing digital não queriam que chegasse aos ouvidos dos seus clientes: O FACEBOOK É UMA FARSA! Com o título “O Lado Negro do Facebook” a reportagem mostra que, de acordo com uma pesquisa, realizada por estudiosos das universidades de Michigan e Leuvem (Bélgica), quanto mais as pessoas passam tempo no Facebook, mais se sentem infelizes.

A mais pura realidade: meninos e meninas lutam, desesperadamente, por atenção… Vale tudo para ser notado. Vale ficar nua, vale mendigar “likes”, vale gravar cenas de sexo anônimas e divulgar… Vale tudo por um like… Que valores estamos permitindo que o sistema venda para nossos jovens? Como a erosão da família (não importa qual é o modelo de família que você apoia) e dos valores estão transformando nossa sociedade em uma Idiocracia cada vez mais grosseira e insólita? Só o tempo dirá…

O Facebook Manipula Você!

O Facebook define a sequência de informações que você vê na sua timeline, usando um critério secreto que não revela a ninguém. No ano passado, o Facebook realizou uma EXPERIÊNCIA SECRETA com 600 mil usuários, manipulando suas timelines para verificar como isso iria alterar o humor dessas pessoas. SIM, VOCÊ PODE TER SIDO UMA COBAIA!

Os cientistas modificaram o algoritmo de usuários escolhidos de forma aleatória para que mostrassem conteúdo mais positivo ou negativo. E, depois, analisavam o conteúdo postado pelos próprios usuários. A ideia era entender se o que vemos em redes sociais afetam a forma com que nos sentimos. Em outras palavras, se os sentimentos publicados no Facebook são contagiosos.

O resultado? Sim, eles podem manipular emoções de usuários – de uma forma positiva ou negativa – com pequenas mudanças no algoritmo do Facebook.

E o que é pior: os testes não foram feitos APENAS UMA VEZ! Nada é SIMPLESMENTE EXPERIMENTAL!

O Facebook está consumindo seu bem mais precioso: O TEMPO!

Segundo a pesquisa “Digital, Social and Mobile 2015″ da We Are Social, os BRASILEIROS passam, em média, QUASE 4 HORAS nas redes sociais, diariamente. Estes mesmos brasileiros, quando perguntados sobre porque suas vidas não avançam, porque não fazem aquele curso de Inglês, porque não terminam a faculdade, porque não fazem uma pós-graduação ou MBA, respondem que… NÃO TEM TEMPO!

Dica: fique 90 DIAS (apenas) sem acessar o Facebook e descubra o quanto você é capaz de realizar com a quantidade ENORME de tempo que você vai conseguir neste período!
(OBS: Acredito que 99% das pessoas aqui não conseguirão, pois já estão viciadas no Facebook, como qualquer viciado em drogas…

O Facebook está prejudicando nossas relações!

Quem nunca se desentendeu com um amigo, um parente ou um conhecido através das redes sociais?
Nossa vida, mediada pelas redes sociais, tem se tornado traumática e excessiva. Estamos nos tornando reativos, narcisistas e incapazes de lidar, de forma respeitosa e digna, com as diferenças de opinião. Vivemos tempos de (In)Comunicação. Temos várias ferramentas de comunicação, mas não conseguimos manter diálogos. Nossa comunicação é deficiente, fraca, superficial. Estamos transformando a internet na nova televisão: A interação está morrendo! Estamos reagindo como o Cachorro de Pavlov, salivando a cada nova postagem, em contínuo reflexo condicionado, e dando nossos likes, mas sem que isso tenha um sentido. Estamos no piloto automático, e nem nos demos conta.

Graças à forma superficial como o Facebook “resignificou” a palavra “amigo” em nosso idioma, estamos permitindo que nossas relações se tornem rasas, superficiais, insípidas.
Ninguém se importa mais! As relações humanas nesse nosso maravilhoso mundo moderno são pautadas no individualismo e na perda do conceito de coletividade.

O Facebook já chegou a ser apontado como uma das maiores causas de divórcio nos EUA. Eu não concordo 100% com esta pesquisa, mas não podemos discordar do fato de que, certamente, todos nós já testemunhamos casos de brigas conjugais, términos de relacionamentos e outros problemas atribuídos às redes sociais, não é verdade (desde a época do Orkut, inclusive…)

Então, a culpa de tudo que nos tornamos é do Facebook?

Não. Definitivamente, o Facebook tem uma boa parte da culpa, mas, no final, ele é apenas uma vitrine. Uma ferramenta. Um espelho que nos mostra, de forma fria e explícita, no que nos tornamos enquanto sociedade: Falhamos. Miseravelmente!

Ainda há tempo. Desintoxique-se. Desligue as notificações. Viva uma vida DE VERDADE, e não apenas para mostrar para gente que você não gosta, algo que você não é, consumindo coisas das quais você não precisa, com um dinheiro que você não tem. Entenda que tudo isso é uma grande ilusão. Ninguém é tão feliz quanto quer fazer crer através das redes sociais.

Parece exagerado. Parece fantasioso. Parece ridículo. MAS É REAL! TODOS NÓS FAZEMOS ISSO O TEMPO TODO! Postamos fotos do que comemos, de onde estamos, dos nossos hábitos, das pessoas que nos cercam, das nossas preferências em diversos temas da vida… E depois, reclamamos que estamos perdendo nossa privacidade! Nós estamos nos tornando viciados na aprovação alheia.

Reflitam e entendam, definitivamente: A vida nas redes sociais É UMA FARSA. Uma encenação, criada diariamente, por pessoas que precisam desesperadamente de atenção, pessoas que estão carentes de contato humano, de uma ligação. Pessoas precisam de pessoas. Pessoas precisam de contato. Pessoas precisam de HUMANIDADE!

Fonte:http://verdademundial.com.br/2015/06/o-lado-negro-do-facebook-na-capa-da-super-interessante/

Ministros rebatem ataques da 'Veja'

Por Altamiro Borges

Já virou rotina. A criminosa "Veja" publica na sexta-feira os seus famosos factoides para desgastar o governo Dilma. De imediato, os telejornais replicam as denúncias - sem qualquer rigor na apuração - e os jornalões alimentam as especulações. Na edição desta semana, a revista do esgoto acusou dois ministros e vários políticos de receberam doações da empreiteira UTC, alvo do midiático escândalo da Operação Lava-Jato. A "reporcagem" teve como fonte uma "delação premiada" - e premeditada - do empresário corrupto Ricardo Pessoa, que vazou na peneira sempre seletiva da Polícia Federal. De imediato, os "calunistas" da mídia - Merval Pereira, Ricardo Noblat, Reinado Azevedo e outros da mesma estirpe - já afirmam que a capa da "Veja" reabre o debate sobre o impeachment da presidenta.

Segundo a "Veja", o mafioso Ricardo Pessoa, apontado como um dos líderes do cartel das empresas envolvidas no esquema de propinas na Petrobras, afirmou ter doado R$ 7,5 milhões para a campanha de Dilma. A contribuição foi declarada à Justiça Eleitoral, mas a revista garante que ela foi ilegal. De acordo com a "reporcagem", a doação foi tratada diretamente com o tesoureiro da campanha, Edinho Silva, atual ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência. O empresário ainda incluiu outro ministro em sua "delação premiada". Garantiu que bancou a campanha de Aloizio Mercadante ao governo paulista em 2010. O delator também descreveu as doações para outros 18 políticos, mas esta denúncia não teve o mesmo destaque na revista do esgoto, nos jornais ou nos telejornais.

Diante dos novos ataques, que sinalizam uma retomada da onda golpista no país, os ministros citados já manifestaram seu repúdio. Edinho Silva foi o mais enfático na crítica aos factoides da "Veja". Ele condenou duramente os vazamentos seletivos das "delações premiadas" e garantiu que processará os envolvidos nos ataques caluniosos. "Como coordenador financeiro da campanha da presidente Dilma, eu agi estritamente dentro da legalidade... Faço questão de ser ouvido nos autos. Caso se confirme as mentiras divulgadas pela imprensa, eu tomarei as medidas judiciais em defesa da minha honra", disse em entrevista coletiva neste sábado (27).

O atual ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência (Secom) ainda esclareceu que as contas de campanha da presidente Dilma foram rigorosamente auditadas e aprovadas pelo Superior Tribunal Eleitoral. "Então, me causa indignação que meu nome tenha sido envolvido em uma delação premiada. Me causa indignação o vazamento seletivo desta delação e me causa indignação a tese de criminalização das doações à nossa campanha". Ele lembrou que outros partidos, como o PSDB e o DEM, receberam contribuições financeiras das construtoras agora denunciadas na Lava-Jato.

Já o ministro da Casa Civil, Aloizio Mercadante, sempre no seu estilo "republicano", evitou criticar os ataques da "Veja" e divulgou uma nota lacônica: "Tendo tomado conhecimento, nesta sexta-feira, por meio de veículos de imprensa, sobre a suposta citação ao meu nome em delação premiada do senhor Ricardo Pessoa, tenho a esclarecer que: 1. Desconheço o teor da delação premiada do senhor Ricardo Pessoa; 2. A empresa UTC, por ocasião da campanha ao governo do Estado de São Paulo, em 2010, fez uma única contribuição, devidamente contabilizada e declarada à Justiça Eleitoral, no valor de R$ 250 mil reais, conforme demonstrado em minha prestação de contas aprovada pela Justiça Eleitoral".

A "reporcagem" da revista do esgoto deverá ter forte repercussão nos próximos dias, reanimando a campanha pelo impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Os outros citados na "delação premiada" do empresário-bandido Ricardo Pessoa - como o senador Aloysio Nunes, vice na chapa derrotada do cambaleante Aécio Neves - não serão incomodados pela mídia. Pelo andar da carruagem golpista, o clima político vai ferver. Ou o governo sai da defensiva e parte para o ataque, enfrentando os barões da mídia e a rancorosa oposição direitista, ou seus dias estarão contados... e não chegarão a 2018.

Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com.br/2015/06/ministros-rebatem-ataques-da-veja.html

CASAMENTO GAY - Suprema Corte dos EUA reconhece legalidade do casamento homossexual em nível nacional

O presidente americano, Barack Obama, elogiou a decisão Suprema Corte, que representa uma nova vitória para a Casa Branca. Multidão comemorou após votação

A Suprema Corte dos Estados Unidos legalizou nesta sexta-feira, 26, o casamento homossexual em todos os estados do país, uma das decisões mais esperadas nas últimas décadas e que foi celebrada por ativistas no lado de fora do tribunal.
Em uma decisão histórica, a corte de máxima instância dos
Estados Unidos decidiu que a Constituição quer que os estados celebrem e reconheçam o casamento entre duas pessoas de mesmo sexo. A decisão foi aprovada por cinco votos a quatro e derruba proibições em Estados que não permitiam o casamento homossexual, como Kentucky, Michigan, Ohio e Tennessee.

Antes da decisão, o casamento homossexual era legal em 36 estados e no distrito de Columbia. Em 2003, Massachusetts tornou-se o primeiro Estado norte-americano a validar a união entre pessoas do mesmo sexo. A decisão não terá efeito imediato, pois o tribunal dá um prazo de três semanas para pedidos de reconsideração.
Nos arredores do edifício da Corte em Washington, uma multidão celebrou a decisão com gritos e ondeando a bandeira do arco-íris, símbolo universal dos direitos homossexuais. O presidente americano, Barack Obama, elogiou nesta a decisão da Suprema Corte, que representa uma nova vitória para a Casa Branca.

Fonte:http://www.opovo.com.br/app/maisnoticias/mundo/2015/06/26/noticiasmundo,3460460/eua-reconhece-legalidade-do-casamento-homossexual.shtml

Por que temos a sensação de “déjà vu”?

Sabe aquela sensação de estar vivendo uma coisa que já aconteceu? E aí nós ficamos na dúvida se sonhamos aquilo ou se voltamos no tempo (vai que, né?) ou se é a nossa vida que repete muito, mesmo. Qualquer que seja a nossa teoria, esse fenômeno, chamado de “déjà vu”, desperta a curiosidade de muitos cientistas por aí – e nenhum deles conseguiu, ainda, entender realmente do que se trata.

Quer dizer, até agora. Um estudo do Central European Institute of Technology (CEITEC MU) e da Faculdade de Medicina da Universidade de Masaryk, na República Tcheca, trouxe alguma luz sobre o mistério.

Os pesquisadores descobriram que certas estruturas cerebrais específicas têm um impacto direto sobre isso. Exames feitos com ressonância magnética com 113 voluntários mostraram que ohipocampo, estrutura localizada nos lobos temporais do cérebro onde as memórias se originam, eram consideravelmente menores em pessoas que vivem tendo essa sensação, em comparação com quem nunca teve uma experiência assim. E tem mais: quanto mais frequentes os déjà vus, menores eram essas áreas.

“Quando estimulamos o hipocampo de pacientes neurológicos, conseguimos induzir neles a sensação de déjà vu. Ao encontrar as diferenças estruturais no hipocampo em pessoas saudáveis ​​que têm ou não tal experiência, mostramos que ela está diretamente ligada à função destas estruturas cerebrais”, afirmou o autor principal do estudo, Milan Brázdil, do CEITEC.

Para ele, o déjà vu é provavelmente causado por uma superexcitação de células nervosas em hipocampos mais sensíveis. Isso causaria um pequeno “erro no sistema”: as lembranças falsas.“Tal sensibilidade maior pode ser consequência de alterações nessas regiões do cérebro que podem ter ocorrido durante o desenvolvimento do sistema neural”, explica Brázdil.  O hipocampo é excepcionalmente vulnerável a várias influências do ambiente externo, como as patológicas (como inflamações) ou fisiológicas (como o stress ou privação do sono), principalmente na primeira infância.

Apesar de parecer misterioso, o déjà vu é uma experiência comum: segundo os pesquisadores, entre 60% e 80% dos indivíduos normais já passou por isso.

Fonte:http://super.abril.com.br/blogs/como-pessoas-funcionam/por-que-temos-a-sensacao-de-deja-vu/?utm_source=redesabril_jovem&utm_medium=facebook&utm_campaign=redesabril_super

MP investiga Aécio por defasagem de R$ 14,2 bilhões na Saúde de Minas Gerais

Aécio Neves e Antonio Anastasia deixaram de repassar R$ 14,2 bilhões à Saúde em Minas Gerais, revela ação movida pelo Ministério Público. Gastos com saúde foram maquiados até com pagamentos a canil da PM, acusam procuradores

Os senadores Aécio Neves (PSDB-MG) e Antonio Anastasia (PSDB-MG) são alvos de ação civil pública movida pelo Ministério Público Federal em Minas Gerais cobrando que o estado repasse R$ 14,2 bilhões para o setor da saúde pública. A Procuradoria da República em Minas diz que os tucanos descumpriram a Emenda Constitucional 29, que determina aplicação mínima de 12% do orçamento para a área, ao não executar os devidos investimentos quando foram governadores, entre 2003 e 2012. As informações constam no website da Procuradoria da República de Minas Gerais.

Além do não repasse, procuradores dizem na ação que houve, em um período de dez anos, seguidas manobras contábeis para forjar o cumprimento da emenda, “em total e absurda indiferença ao Estado de Direito”. Os autores da ação denunciam que “R$ 9,5 bilhões deixaram de ser aplicados no Sistema Único de Saúde (SUS) pelo governo mineiro, quantia que, em valores atualizados, corresponde a um desfalque de R$ 14,2 bilhões”.

Na acusação, os procuradores dizem que os tucanos inflaram dados incluindo gastos estranhos ao setor de saúde com o objetivo de simular o cumprimento da determinação constitucional. “Despesas com animais e vegetais” estão entre os exemplos de deturpação no investimento mínimo, diz a ação, uma vez que foram incluídas na rubrica orçamentária verbas destinadas ao Instituto Mineiro de Agropecuária e à Fundação Estadual do Meio Ambiente.

A ação civil diz ainda que o governo mineiro, no período mencionado, “chegou ao absurdo de incluir” em sua prestação de contas o custeio de serviços veterinários prestados a um canil da Polícia Militar como se fosse investimento em saúde pública. Nesse caso, também foram incluídos na rubrica gastos referentes à compra de medicamentos para uso veterinário.

Aécio e Anastasia foram procurados e não se posicionaram sobre a ação. Por meio de nota, o PSDB alegou que o cálculo feito pelos governos tucanos para atendimento à Emenda 29 é o mesmo do governo federal, e que as contas de ambos os governadores foram aprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais. A atual gestão mineira, do petista Fernando Pimentel, também não se pronunciou sobre a acusação contra os tucanos.

Fonte:http://www.pragmatismopolitico.com.br/2015/06/mp-investiga-aecio-por-defasagem-de-r-142-bilhoes-na-saude-de-minas-gerais.html

Petrobras - 'Querem as riquezas do solo brasileiro e sacrificar Dilma e Lula', afirma cineasta

O país não pode abrir mão da Petrobras e de empreiteiras brasileiras que têm não só mercado nacional como internacional, dada a qualidade dos serviços, know-how técnico dessas empresas, “hoje patrimônio nacional”, afirma o cineasta Luiz Carlos Barreto em entrevista à jornalista Marilu Cabañas, na Rádio Brasil Atual.

“Punam-se os responsáveis, as pessoas que praticaram os malfeitos, como diz a presidenta Dilma”, diz o cineasta, acrescentando que é preciso preservar a existência das empresas. Tanto a Petrobras quanto as empreiteiras foram vítimas de maus gestores, de aventureiros, na opinião do cineasta.

“Se a gente fosse punir o Congresso Nacional por cada malfeito que os deputados e os senadores fazem através dos tempos, os escândalos que aparecem envolvendo parlamentares, se você fosse culpar e fechar o Congresso, nós viveríamos em permanente regime de ditadura.”

E continua: “Você não pode pedir o fechamento do Congresso porque um deputado ou senador ou ambos cometeram atos irregulares; a mesma coisa se aplica à Petrobras e empreiteiras. Você não pode querer liquidar com as empresas ou privatizar a Petrobras porque alguns dirigentes ou funcionários cometeram atos ilegais”.

Para o cineasta, a delação não é aceitável, porque quem delata, segundo ele, não merece credibilidade. Ele pondera que todas as acusações estão sujeitas a prova, mas a mídia já incriminou e julgou de maneira acabada. “Hoje o noticiário não é apenas informativo, ele é conceitual; o noticiário virou algo opinativo, a notícia já é redigida de uma maneira contra os manuais de redação. A reportagem deve ser informativa, não pode ser opinativa.”

O que existe na verdade é uma luta de posse pelo pré-sal, segundo o cineasta. “O pré-sal, que é a maior reserva de petróleo do mundo, porque ele vai de Porto Alegre a Belém, segundo os estudos e as prospecções, então, isso é um patrimônio nacional e hoje a Petrobras é igual à Amazônia. Querem privatizar a Petrobras como internacionalizar a Amazônia, quer dizer, são interesses econômicos de se apossar de uma riqueza nitidamente nacional”, afirma.

“A desgraça da Petrobras é ela ter descoberto o pré-sal, isso despertou toda a ambição da banca internacional, do capital financeiro internacional, isso é o que está na cara. Nós estamos vendo o filme se repetir: o Getúlio (Vargas) foi levado ao suicídio por causa da Petrobras; no mesmo ano de sua morte, foi derrubado Perón (na Argentina). Hoje estão tentando derrubar a Dilma e a presidenta da Argentina (Cristina Kirchner).”

"Tudo isso ocorre porque não conseguiram derrotar a presidenta Dilma nas urnas", destaca o cineasta. “Através das urnas, as camadas populares entenderam que esses governos são a favor da população pobre, que hoje em dia está fidelizada com os partidos de tendência de esquerda. Não é só o problema da corrupção, porque quanto a isso você pune a pessoa e acabou. O problema é se apossar das riquezas que estão no solo brasileiro. Isso sacrificou Getúlio, João Goulart, e agora querem sacrificar a Dilma, o Lula e todos os líderes populares que surjam ou venham a surgir terão esse tipo de combate.”

 

Fonte:http://www.redebrasilatual.com.br/politica/2015/02/querem-riquezas-do-solo-brasileiros-e-sacrificar-dilma-e-lula-diz-cineasta-3684.html

Brasileiro imitando a Whitney Houston viraliza internacionalmente

Wanessa tentou, Anitta também, mas finalmente nasce um grande ícone na música pop brasileira. Tá bombando lá fora o vídeo de um garoto do Ceará cantando “I Have Nothing”, clássico da Whitney Houston para o filme “O Guarda-Costas”.
A gente não vai nem falar muita coisa, vê só o vídeo e prepare-se para ser surpreendido…


Nós vimos isso no NewNowNext e mal podemos acreditar no talento desse garoto! Como dá para ver, a interpretação da música acontece num karaokê em uma praia, mas, gente!, essa poderia ser uma grande audição em qualquer “The Voice” do mundo!

Claro que depois de ver isso a gente tinha que convocar nosso CSI e não só já descobrimos quem é o garoto como também batemos um papo com ele.

O Papelpop falou com esse novo muso

A estrela do vídeo se chama Makem Oliveira, de 23 anos, um estudante universitário de Fortaleza, no Ceará. O rapaz é mega fã da Whitney (ah, vá!) e tem várias fotos dela e inspiradas por ela no seu perfil no Facebook.

O vídeo que bombou já tem mais de 1,2 milhão de visualizações, mas o Makem disse para a gente que nem está tão surpreso assim. “Não acho nada mais estranho depois disso. O pessoal da praia sempre fala bem, eu curto isso”, comentou sobre a repercussão.

Makem nos contou que o vídeo original foi postado pelo seu Wilton, dono do bar no litoral do Ceará em que o garoto sempre canta no karaokê. Além de Whitney, Makem Oliveira sempre arrasa por lá nas suas versões de divas da black music como Aretha Frankin, Anita Baker e Minnie Riperton.

A gente perguntou se ele também curte divas atuais como Beyoncé ou Jennifer Hudson e a resposta foi curta e objetiva: “Não”. Nos últimos tempos, ele tem ouvido bastante Rachelle Ferrell e Ledisi.

E olha, não é a primeira vez que o talento do Makem é reconhecido. Ele já apareceu algumas vezes em telejornais locais e até mesmo no Programa do Gugu, na Record.

O NewNowNext fez um apelo e agora a gente compartilha: por favor, alguém coloca o Makem num avião e manda ele pra Los Angeles, gente! Alguém duvida que ele vá bombar?

PREFEITA SE REÚNE COM REPRESENTANTES DA APEOC PARA DISCUTIR O PLANO DE CARGOS E CARREIRAS

Na tarde da última quarta, 24, a Prefeita Patrícia Aguiar e o Secretário de Educação João Álcimo Viana se reuniram com representantes da APEOC no gabinete da Prefeita.

A reunião teve como pauta principal a discussão do Plano de Cargos e Carreiras que o município está desenvolvendo para os professores.

De acordo com o Secretário João Álcimo “hoje temos como objetivo apresentar a readequação do Plano e criar um consenso ”, o secretário exemplificou que o novo Plano incluiu a hora aula para o professor o que não havia no anterior datado do ano de 2008 e as evoluções funcionais não acadêmicas, além de outros pontos igualmente importantes.

Como a demanda de questões ainda é bastante ampla, as propostas foram apresentadas e uma nova reunião será solicitada à prefeita para nova apreciação.

Fonte:http://www.taua.ce.gov.br/noticias/prefeita-se-reune-com-representantes-da-apeoc-para-discutir-o-plano-de-cargos-e-carreiras

APEOC - A conjuntura exige protagonismo e ofensiva

O Presidente do Sindicato APEOC, Historiador e Professor Anízio Melo, fala sobre os desafios políticos e sindicais dos últimos tempos e de como superá-los.

A classe trabalhadora - sobretudo a dos profissionais da educação - deve ter como tarefa, no dia-a-dia, construir e apoiar um movimento amplo e contínuo que congregue, articule e mobilize a sociedade no sentido da saída, imediata, da pauta conservadora, entreguista e fascista que assola o país.

A conjuntura exige inteligência, ou seja, protagonismo e ofensiva.

A defesa do Pré-Sal - o que significa defender a Petrobras, e o Regime de Partilha - pode canalizar o sentimento dos brasileiros e brasileiras em prol da defesa dos interesses da Nação.

Os parlamentares - os de compromisso - estão sendo chamados a fortalecer a Frente Ampla em Defesa do Pré-Sal e Petrobras.

A retirada de direitos, o congelamento de salários, a punição, repressão e precarização das relações de trabalho tem sido a marca dos governos estaduais neoliberais - veja como as greves de nossa categoria foram tratadas.

Entendo que passou da hora de unificarmos a luta - em todo o Brasil - com uma pauta que foque 3 pontos:

- Nacionalização da Carreira;

- Criação do Fundo de Equalização - para Valorização dos Profissionais da Educação; e

- Regulamentação da Lei dos Royalties - para Aplicação desses Recursos (Royalties) Prioritariamente  na Remuneração dos Profissionais da Educação.

Nossas bandeiras tem de estar à altura da grandeza da educação pública e dos interesses da Nação.

Venceremos!

Fonte:http://www.apeoc.org.br/noticias2/34-ultimas-noticias/7746-a-conjuntura-exige-protagonismo-e-ofensiva.html?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+apeoc+%28Sindicato+APEOC+-+%C3%9Altimas+Not%C3%ADcias%29

APEOC no FNDE: Recursos do Pacto pelo Fortalecimento do Ensino Médio, PDDE e PROEMI na pauta

O presidente do FNDE, Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação, Idilvan Alencar, recebeu o Sindicato APEOC, hoje, 24 de junho, para uma reunião.

Nesta, o Presidente, Prof. Anízio Melo, e o Secretário-Geral, Prof. Helano Maia, do nosso Sindicato apresentaram ao Presidente do FNDE pauta que tratou das questões relativas à regularização do pagamento das bolsas do Pacto pelo Fortalecimento do Ensino Médio bem como da manutenção e regularização das transferências financeiras do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola) e PROEMI (Programa Ensino Médio Inovador).

1 - BOLSAS DO PACTO
Pauta: Regularização do pagamento das bolsas do 2o. Ciclo do Pacto pelo Fortalecimento do Ensino Médio.
Resposta: Foi informado que as bolsas do 1o. Ciclo foram pagas, tendo sido investidos aproximadamente 18 milhões de reais para a rede estadual de ensino cearense. Está previsto o pagamento de 13 milhões de reais, referente a quatro bolsas do 2o. Ciclo.

2 - PDDE Regular
Pauta: Regularização do repasse do PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola).
Resposta: Foi informado que este ano foi repassado para as escolas a 2a. parcela do PDDE 2014 e que está previsto o repasse do PDDE 2015 no segundo semestre.

3 - ProEMI /Jovem de Futuro
Pauta: Manutenção e regularização do repasse do PROEMI (Programa Ensino Médio Inovador)
Resposta: Previsão de pagamento dos valores em atraso para julho.

Fonte:http://www.apeoc.org.br/noticias2/34-ultimas-noticias/7748-presidente-do-fnde-recebeu-sindicato-apeoc-em-brasilia-bolsas-do-pacto-pdde-e-proemi.html

Ao pedir ajuda aos EUA, Moro coloca a raposa para tomar conta do galinheiro

Por Emanuel Cancella

Cai a máscara de Sérgio Moro. Ao pedir ajuda aos Estados Unidos para investigar duas das maiores empresas do Brasil – Odebrecht e Andrade Gutierrez – o juiz da Lava Jato quer colocar a raposa cuidando do galinheiro.

Sérgio Moro é um Dom Quixote às avessas. O que parece ser um gesto “corajoso e nobre” de quem tenta a todo o custo acabar com a corrupção, esconde intenções nefastas.

Em 2009, a Wikileaks publicou que o então candidato à Presidência da República José Serra (PSDB) estava comprometido com interesses da Chevron, a petrolífera estadunidense que protestou quando foi aprovado o modelo de partilha.

A lei aprovada no governo Lula mantém a Petrobrás como operadora única do pré-sal e também assegura à empresa brasileira, de saída, a propriedade de 30% em cada campo a ser prospectado. Sem dúvida, representou um avanço em relação ao que existia antes.

Aparentemente “bem intencionado”, Sérgio Moro caminha par e passo com o vendilhão José Serra. Enquanto o primeiro chama os ianques para “ajudar a investigar empresas brasileiras”, o senador do PSDB de São Paulo já conseguiu que o Congresso aprovasse a votação em regime de urgência do projeto de sua autoria que derruba o modelo de partilha e retoma o modelo de concessão, estendendo para o pré-sal a fatídica Lei 9.478/97, de FHC, que, na prática, acabou com o monopólio estatal do petróleo.

O modelo de concessão é o pior possível para o Brasil e os brasileiros, deixando escoar pelo ralo toda a riqueza que deveria ser utilizada para sanar os problemas sociais do país. Se o projeto de Serra for aprovado, quem perde e a Petrobrás e o povo brasileiro.

Vão para o ralo, inclusive, os recursos que já estavam destinados à saúde e educação, através dos royalties que seriam pagos à União.

Casado com uma advogada que está a serviço do PSDB e de petrolíferas estrangeiras, as ações de Sérgio Mouro prejudicam a Petrobrás e favorecem os interesses de petrolíferas como a Chevron. É inadmissível que a Justiça não coloque o juiz Moro em suspeição, pelo envolvimento direto dos interesses dos clientes de sua esposa com esse caso.

Apurar a corrupção é legítimo. Mas prejudicar a economia, a engenharia e os projetos sociais do país é ilógico e deslegitima a forma como esse processo caminha. Juntas, Odebrecht e Andrade Gutierrez são responsáveis por mais de cem mil empregos. As duas empresas são as maiores prestadoras de serviço do país e da Petrobrás, no Brasil e no exterior. As concorrentes estadunidenses a essa altura estão festejando as consequências da Lava Jato.

Com que autoridade um juiz do interior consegue abalar as maiores empresas do país, sem medir as consequências do desemprego em massa? Favorecendo abertamente os interesses das empresas norte-americanas que, com certeza, se investigadas fossem, também cairiam nas malhas da corrupção? Qual o plano B para evitar os prejuízos sociais e econômicos para o país e a evasão de divisas?

Os Estados Unidos, agora chamados por Moro para ajudar a investigar empresas nacionais, não reconhecem o mar territorial brasileiro (200 milhas).

Caso Serra consiga derrubar a Lei de Partilha  e Moro, no rumo que segue, consiga inviabilizar da concorrência as empresas nacionais e impor novos prejuízos a Petrobrás, estarão esticando o tapete vermelho para facilitar o domínio do imperialismo estadunidense no pré-sal.

O dono do WikiLeaks, Julian Assange, por suas incômodas revelações, amarga no exílio, escondido há anos na Embaixada do Equador, em Londres. No Brasil, o cinismo dos tucanos e da grande mídia não tem limites. Insistem em travestir de heróis aqueles que querem acabar com o regime de partilha, com a observância do conteúdo nacional e insistem em destruir a Petrobrás – patrimônio do povo brasileiro – e a engenharia nacional.

O juiz João Batista Damasceno, em um artigo corajoso, declarou: “Tenho vergonha de ser juiz, mas não perco a garra e nem me dobro ao cansaço”. Referia-se à impossibilidade de melhorar as condições do povo no país em que vive, em face das dificuldades estruturais e institucionais.

Como João Damasceno, existem inúmeros juízes que honram as suas togas. Mas também existem aqueles que as envergonham. Sérgio Moro é um falso herói. No Paraná, onde está jurisdicionado, os juízes fazem farra com o dinheiro público, o que não parece causar qualquer desconforto ao chefe da Lava Jato.

Os magistrados paranaenses têm regalias maiores comparados com o resto do Brasil. Seus salários são 12 vezes maiores que a renda do brasileiro médio (e seus abonos sequer estão incluídos nessa contagem), contabilizando cerca de R$ 303,2 mil reais anuais a juízes em início de carreira. Enquanto o trabalhador comum tem direito a 33% de adicional de férias, apenas uma vez ao ano, os magistrados paranaenses têm direito a 50% de abono e duas férias por ano.

Existem confortos maiores aos desembargadores. Eles não só têm direito a carro com motorista e café da tarde, como também recebem frutas em seus gabinetes. Sem esquecer que os juízes de todo o país ganharam recentemente o auxílio moradia, mesmo os que já possuam residência. Mas o juiz Sérgio Moro se cala diante de tanta mordomia.

Tem juiz que se insurge e é punido, como Siro Darlan que foi afastado da Vara da Infância e Juventude por criticar a aprovação do recebimento pelos juízes de quase mil reais por mês, por dependente, como acréscimo ao já vultoso salário. Os juízes não são deuses e muito menos infalíveis. Alguns têm vergonha, outros são sem-vergonha mesmo. Ou pior, utilizam-se de seus superpoderes sem levar em conta os interesses nacionais.

Emanuel Cancella é secretário-geral do Sindipetro-RJ

Fonte:http://www.viomundo.com.br/denuncias/emanuel-cancella-juiz-sergio-moro-quer-colocar-a-raposa-para-tomar-conta-do-galinheiro.html

Globo ‘derruba’ Dilma e a chama de ‘ex-presidente’

O jornal O Globo, dirigido por João Roberto Marinho, não se conteve e 'derrubou' a presidente Dilma Rousseff descaradamente em uma reportagem publicada na edição desta terça-feira 22.

A matéria intitulada "Críticas de Lula incomodam Dilma, que busca dar boas notícias" começa com a seguinte frase: "A ex-presidente Dilma Rousseff ficou bastante incomodada com as críticas abertas do ex-presidente Lula à sua gestão no encontro que ele teve com religiosos na semana passada".

No site do jornal, o texto foi corrigido pelos editores. A frase virou piada nas redes sociais. "Golpismo na Globo é tanto que chamam Dilma de ex-presidente!", escreveu um internauta. "O Globo publicou 'ex-presidente Dilma' hoje. Mais [sic] que freudiano", postou outro.

"Acredito que foi uma mensagem subliminar do @JornalOGlobo para Dilma: o fim está próximo. Só nunca vi mensagem SUBliminar no 1° parágrafo", brincou o jornalista Pedro Sanches, no Twitter.

Foto:http://www.brasil247.com/pt/247/midiatech/186191/Globo-%E2%80%98derruba%E2%80%99-Dilma-e-a-chama-de-%E2%80%98ex-presidente%E2%80%99.htm

APEOC na Frente Sindical em Defesa do Serviço Público

NOTA AOS SERVIDORES DA SAÚDE

Diretores (as) do Sindicato Mova-se, Sindsaúde, APEOC, CTB e CUT reuniram-se nessa terça-feira (23), no Palácio da Abolição, com o chefe de gabinete, Élcio Teixeira, o secretário da Saúde em exercício Henrique Javi, o secretário adjunto da Fazenda João Marcos Maia e secretário adjunto da Seplag Carlos Eduardo Pires. A pauta da reunião foi o pagamento referente aos serviços prestados e à questão da Gratificação de Incentivo ao Trabalho com Qualidade (GITQ). Abaixo listaremos as promessas as promessas feitas pelos representantes do Governo na reunião.

COMPROMISSOS ASSUMIDOS

1. A PRODUTIVIDADE permanecerá no contracheque do servidor sem causar nenhum prejuíz2015.06.23.DSC 0857.300xo, ficando garantido na folha de julho o ressarcimento daqueles trabalhadores prejudicados.

2. Aqueles servidores inseridos no serviço prestado e foram retirados da escola de plantões de forma arbitrária devem procurar os sindicatos Mova-se e Sindsaúde. O secretário da saúde garantiu analisar caso a caso e tomar as medidas necessárias, inclusive com punição para quem agiu de má-fé.

3. Por princípio, os sindicatos são contrários à terceirização que visa substituir o concurso público, como é o caso da cooperativa. Os sindicatos e centrais envolvidos nessa causa sugeriram que os plantões sejam pagos como hora extra normal, na forma da lei, inclusive constando no contracheque como forma de garantir a transparência na aplicação dos parcos recursos da saúde.

4. Henrique Javi, por meio de Portaria, criará um Grupo de Trabalho formado por representantes indicados pelas entidades sindicais e pelo Governo para elaborar um documento que garanta a valorização dos servidores da saúde.

Fonte:http://www.apeoc.org.br/noticias2/34-ultimas-noticias/7747-apeoc-na-frente-sindical-em-defesa-do-servico-publico.html

Querer prender o ex-presidente Lula revela o caráter fascista ditatorial, devemos lutar contra iss

Do blog do Paulo Moreira Leite

A ideia de que a prisão de Luiz Inácio Lula da Silva será a próxima etapa da Operação Lava Jato encontra-se em todas as mentes. O que falta para a prisão de Lula, pergunta-se, depois da absurda prisão do presidente da maior empreiteira brasileira?

Simples: falta reagir.

Falta deixar claro que toda iniciativa para colocar Lula atrás das grades vai além de toda decência e representa um ataque inaceitável à liberdade e à democracia. É o ponto culminante de uma investigação que teve início com um prova ilícita, avançou por medidas que não respeitam o direito de defesa nem a presunção da inocência, através de delações premiadas e prisões provisórias destinadas a quebrar a resistência dos detidos, técnica condenada pelos mais respeitados juristas do Brasil e do mundo, inclusive da Suprema Corte dos EUA.

Vamos abandonar determinadas ilusões, também. Fazendo uma simples análise para ajudar a pensar: se Lula for feito prisioneiro, correrá alto risco de uma condenação criminal. Neste aspecto, cumpre recordar, a Polícia Federal, o Ministério Público e o juiz Sérgio Moro permanecem invictos. em matéria de condenação. Num processo onde as partes não demonstram isenção nem distanciamento das próprias convicções, não perderam nenhuma. Mesmo quem fez delação premiada não escapa de ser condenado, ainda que a uma pena menor. Alguém tem o direito de pensar, assim, em Lula em 2018? Na boa? Vamos acordar, gente.

Vamos mostrar que uma eventual prisão de Lula se trata uma medida absurda e injusta que irá representar o primeiro passo para um retrocesso que todos sabem como começa e, ao contrário do que é costume dizer, também sabem como termina.

Basta ler os trabalhos do professor da PUC-SP Pedro Serrano – já escrevi sobre eles aqui neste espaço – mostrando que vivemos um tempo de golpes de Estado sem tanques nem fuzis. Os regimes de exceção, hoje, tem aparência de normalidade. São produzidos por medidas judiciais disfarçadas em cumprimento da lei e da defesa da ordem, quando não passam de uma tentativa de se fazer política por outros meios – sem voto, é claro.

A tentativa de criminalizar as relações entre Lula e os empresários, depois que ele deixou o governo, sugerindo aí qualquer demonstração de mau comportamento ou coisa pior, é apenas uma demonstração de subdesenvolvimento mental e ignorância política.

Vamos falar claro: pela liderança internacional que conquistou, pelos espaços que teve competência de abrir para a venda de produtos e serviços brasileiros durante seus oito anos de mandato, quando mudou o eixo de nossa diplomacia comercial, Lula tem todo direito de fazer isso. Deveria ser aplaudido, até, pois chegou numa altura da vida na qual seria mais fácil descansar e se divertir — além de receber homenagens de vez em quando, não é mesmo?

As viagens internacionais de Lula são um serviço que ele presta ao país e nosso futuro. Tem a ver com interesses nacionais, expressão que a maioria de seus adversários nunca soube o que significa mas é cada vez mais decisiva nessa época de globalização e interesses imperiais.

Imagine se Barack Obama resolvesse fingir que nada tem a ver com a venda de aviões da Boeing.

Será que Bill Clinton, fora da Casa Branca, será criticado por defender medidas de interesse de grandes corporações norte-americanas em suas viagens pelo mundo? Em fazer palestras onde defende ideias como solidariedade e colaboração?

Detalhe: vamos criticar Lula porque ele fala do combate contra a fome? É oportunismo?

Ronaldo Reagan e George Bush, pai, se mobilizaram na década de 1980 para defender a indústria de informática dos EUA. Abriram o mercado brasileiro, numa pressão violenta que incluiu sanções duras contra nossa economia – e foram aplaudidos, sem muito silencio nem o esperado pudor, pela mesma turma que hoje critica Lula.

Pense nos alemães, grandes exportadores de tecnologia limpa – com auxílio de Angela Merkel, é claro. Ou no pacote de investimentos chineses.

É sempre bom lembrar que não há prova nenhuma contra Lula. O que se quer é humilhar e ofender. Dar-lhe um tratamento indecoroso e mostrar que seus adversários tem força para isso. Enfim, o que se quer é, enfim, dar uma lição neste tipo que não conhece o seu lugar. Você sabe do que estou falando.

Tudo o que se insinua a respeito de Lula pode-se demonstrar nas relações entre Fernando Henrique Cardoso e grandes empresários na saída do governo.

O que há é uma vontade de mostrar que seus adversários estão acima da Lei e do Direito. Sim, meus amigos. Mais uma vez, é disso que se trata. Isso porque Lula não é uma pessoa física. É uma história, um personagem que ajuda a dar sentido para o Brasil.

“Prendo e arrebento,” dizia João Figueiredo, o general-presidente da ditadura que mandou prender Lula, 35 anos atrás.

Naquela época, as greves operárias que Lula comandava e inspirava serviram de teste político para uma abertura que queria uma democracia sem trabalhadores nem ao povo pobre. Em 2015, a situação se repete. As pressões contra Lula irão definir os direitos da maioria dos brasileiros definir seu destino pelos próximos anos.

Fonte:http://www.blogdefranciscocastro.com.br/2015/06/querer-prender-o-ex-presidente-lula_22.html?m=1

Os plágios da jornalista "ética" da Veja

Por Altamiro Borges

A âncora da TVeja, a hidrófoba Joice Hasselmann - que já foi batizada de "Sheherazade da Veja" -, está na berlinda. Ela adora fazer comentários ácidos contra a corrupção e em defesa da ética, sempre tendo como alvo o PT. Nesta semana, porém, o Sindicato dos Jornalistas do Paraná (Sindijor-PR) acatou a resolução do Conselho de Ética da entidade que comprovou vários plágios praticados pela apresentadora. Diante das graves denúncias, o sindicato decidiu vetar sua participação no quadro de associados.

Segundo o Sindijor, o conselho identificou o plágio em 65 reportagens, escritas por 42 profissionais diferentes, entre os dias 24 de junho e 17 de julho de 2014. Eles tiveram seu trabalho apropriado de forma ilícita quando a jornalista mantinha o "Blog da Joice". A apuração do crime foi deflagrada a partir da solicitação de 23 jornalistas, que se sentiram prejudicados pela atual vedete da direita da Veja.online. Para o sindicato, a falsa moralista "se apropriou do trabalho intelectual de colegas de profissão, utilizando isso para dar visibilidade à sua carreira, como se fosse a autora das reportagens".

Segundo relato do Portal Imprensa, "Joice Hasselmann foi advertida por contrafação, quando ocorre produção comercial de um artigo sem autorização do profissional e da entidade que possui a propriedade intelectual. O presidente do Conselho de Ética, Hamilton Cesário, disse que a jornalista teve o direito de se manifestar sobre as denúncias, mas não atendeu a nenhuma convocação. Os jornalistas prejudicados podem ainda encaminhar processos civis contra a profissional que, de acordo com o SindijorPR, além de ter infringido o Código de Ética, feriu a legislação de direito autoral".

A revelação do plágio deixou irritadíssima a serviçal da famiglia Civita. Ao invés de se explicar, ela partiu para o ataque. Nas redes sociais, ela esbravejou: "A escória do jornalismo só podia estar num sindicato ligado à CUT. Minha resposta aos vira-latas. Retournez a la Merde! Caros amigos: vamos pensar numa equação nefasta. Imagine o produto do ócio de gente frustrada aliado ao pseudo intelectualismo (ignorância, burrice, estupidez e, sobretudo, má-fé). Imaginou? Ruim né? Mas tudo pode piorar. Junte a mistura preguiça, inveja, uma boa dose de canalhice e, para finalizar, empacote tudo num sindicato sem vergonha ligado à CUT. Voilá! Temos ai o Sindicato dos Jornalistas do Paraná, que consegue ser boi de piranha e, ao mesmo tempo, um ativista da imbecilidade".

Gente frustrada, ignorante, burra, estúpida, canalha... Será que Joice Hasselmann plagiou estes adjetivos de algum amiguinho amoroso da Veja?

Fonte:http://altamiroborges.blogspot.com.br/2015/06/os-plagios-da-jornalista-etica-da-veja.html?spref=tw

←  Anterior Proxima  → Inicio

Agenda de Jogos da Semana

Quarta-Feira, 22, às 15h00
Ceará x Portuguesa - PV

Quinta-Feira, 23, às 21h30
Fortaleza x Botafogo-PB - Castelão

Sábado, 25, às 16h00
Fortaleza x Vasco da Gama - Castelão

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

Votar ao Topo