Saques na Argentina podem ter motivação política ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Saques na Argentina podem ter motivação política

Grande número de  lojas de diferentes províncias [estados] da Argentina foram saqueadas desde a última quinta-feira (20). De acordo com agências de notícias, o vandalismo deixou dois mortos e mais de cem feridos. Autoridades ligadas à presidenta Cristina Kirchner e os sindicatos que fazem oposição ao governo se acusaram mutuamente pelos saques.

Em Rio Negro, além de saquearem mercados e destruírem lojas, os manifestantes ergueram barricadas nas ruas e enfrentaram forças de segurança com pedras e paus. Em Rosário, autoridades locais informam que dois assassinatos foram cometidos em meio a saques. Além de alimentos, foram roubados eletrodomésticos dos supermercados.

Governo e líderes sindicais trocam acusações pela organização dos saques. O chefe da Casa Civil da Presidência da Argentina, Abal Medina, disse que setores do sindicalismo, opositores ao governo, estão por trás das ações, e que elas são "isoladas e organizadas". Entre os responsáveis pelos saques estão sindicalistas que apoiaram o panelaço do dia 8 de novembro e lideraram uma greve geral em 20 de novembro, além de uma manifestação na quarta-feira (19) em Buenos Aires.

Em entrevista à agência de notícias inglesa BBC, o analista político Rosendo Fraga, do Centro de Estudos Nova Maioria, disse que a Argentina vive "uma crise mais política do que econômica". Ela envolve questões locais, como o conflito entre o governo e o Grupo Clarín de comunicação e as disputas do governo com a Justiça. Outra área de atrito é a decisão da oposição de se unir contra a ideia de reforma da Constituição, a fim de impedir espaço à segunda reeleição Cristina Kirchner.

De acordo com a agência de notícias argentina Telam, organizações de direitos humanos têm manifestado repúdio aos ataques ocorridos em supermercados, e pedem que a Justiça encontre os responsáveis “ideológicos e materiais” dos ataques.

A agência argentina informou que uma declaração das Mães e Avós da Praça de Maio associa os saques ao objetivo “de levar o país de volta à Argentina a que não queremos voltar", e que tais eventos “não parecem espontâneos, mas organizados sugestivamente”. O grupo reúne parentes de presos e desaparecidos durante a ditadura argentina.

A Telam informa que o ministro da Segurança e da Justiça de Buenos Aires, Ricardo Casal, disse que os saques em supermercados “são claramente organizados e premeditados, inclusive por meio de redes sociais”.

O governador da província de Río Negro, Alberto Weretilnek, disse que os saques não estão ligados à questão social. "Quebrar vitrines para roubar uma televisão é [algo feito] por outros motivos", afirmou.

Na sexta-feira (21), o governo enviou 400 policiais a Bariloche. O prefeito Omar Goye disse que a cidade vive “um problema social que tem muitos anos". A crise foi agravada pelos efeitos das cinzas de um vulcão que entrou em erupção no ano passado.

Pedro Peduzzi*
Repórter da Agência Brasil

* Com informações das agência de notícias BBC Brasil e Telam

http://agenciabrasil.ebc.com.br/noticia/2012-12-22/saques-na-argentina-podem-ter-motivacao-politica

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET

Total de Transeuntes