POLÍTICA - PSD vira partido estratégico para 2014 ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

POLÍTICA - PSD vira partido estratégico para 2014

O recém-criado PSD do prefeito Gilberto Kassab tornou-se um partido estratégico para os três potenciais candidatos principais à Presidência em 2014: a presidente Dilma Rousseff, do PT, que vai disputar a reeleição, o senador Aécio Neves, do PSDB, já lançado à disputa pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, e o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, do PSB, que estuda a possibilidade de brigar também pelo posto.
O PSD - que, segundo o próprio Kassab, não é “nem de esquerda, direita ou centro” - tem vínculos com todos os principais partidos que vão para a disputa daqui a dois anos. Kassab mantém-se próximo da presidente Dilma Rousseff, de Aécio Neves e de Eduardo Campos. Mas, por ter oferecido um ministério ao partido - por enquanto a ainda não criada Secretaria das Micro e Pequenas Empresas -, a presidente Dilma ganhou a dianteira na disputa. “Eu diria que, nesse momento, a tendência é ficarmos com a presidente Dilma”, disse o líder do partido na Câmara, deputado Guilherme Campos (SP).
Outros parlamentares do PSD, no entanto, afirmam que os três candidatos podem ganhar a adesão da nova legenda. Lembram, por exemplo, que o PSB de Eduardo Campos foi de importância fundamental para a criação do novo partido, principalmente em Estados do Sul e no Nordeste. Portanto, a gratidão permanece e não será surpresa se, numa eventual candidatura do governador de Pernambuco, o PSD venha a marchar com ele. E com o PSDB eles sempre trabalharam juntos com Aécio Neves e com o ex-governador José Serra.
Já Dilma Rousseff não quer perder tempo. No dia 29 ela recebeu o vice-governador de São Paulo, Guilherme Afif Domingos (PSD), no Palácio do Planalto, juntamente com Gilberto Kassab. Na reunião, Dilma reiterou o convite para que o PSD passe a integrar sua base aliada - oferecendo, em troca, um ministério -, e consultou Afif Domingos sobre uma lei aprovada pelo Congresso que determina a discriminação na nota fiscal dos impostos pagos pelo contribuinte. A presidente disse a Afif Domingos que a opinião dele era muito importante para a decisão.
De acordo com informação de petistas que têm conversado com Dilma sobre o quadro partidário e sobre 2014, a presidente trabalha com a possibilidade de Eduardo Campos entrar mesmo na disputa à Presidência daqui a dois anos. Em uma conversa que ela teve um grupo de petistas, Dilma comentou: “O Eduardo gosta muito do presidente Lula e da gente, de forma individual, mas não gosta de nossa família (o PT)”.

Agência Estado

http://www.otempo.com.br/noticias/ultimas/psd-vira-partido-estrategico-para-2014

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET