Natal ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Natal

A data é festiva. Todos a recebem sem qualquer indagação. É porque é. Chegou o Natal. A festa maior da cristandade. A sua origem ou a motivação desde os primeiros tempos são esquecidas.

É Natal ponto e basta. Torna-se, porém, importante conhecer as fontes remotas desta grande festividade dos povos cristãos, particularmente no Ocidente.

O Natal, como nascimento de Jesus, surge no calendário somente no segundo século da Era Cristã. Antes os adeptos do cristianismo comemoravam apenas a morte e a ressurreição de Cristo.

O seu nascimento não era, pois, objeto de uma festa litúrgica. A integração dos costumes e valores dos antigos povos com aqueles originários da nova crença geraram um sincretismo religioso.

Na antiguidade, nesta época do ano, comemorava-se a festa das luzes. Esta visava homenagear o solstício de verão, quando ocorre o dia mais longo do ano. Neste o sol, portanto, brilha por mais tempo.

Ora, a integração da data pagã ao calendário cristão se dá em razão de previsões bíblicas. Malaquias aponta para o futuro Messias como o Sol da Justiça.

Os padres da Igreja, por sua vez, em seus sermões indicavam a figura de Jesus como o “nosso novo sol”. Este astro, antes venerado pelos pagãos, passa a figurar como mera criatura de Deus.

A data do nascimento de Jesus, por ser incerta nos textos bíblicos, passou a ter duas indicações. A Igreja do Ocidente, entre os anos de 325 e 354, fixou o dia 25 de dezembro para a festa litúrgica.

No Oriente, mais próximos dos acontecimentos da natividade, os estudiosos optaram para uma data diferente: 6 de janeiro, que coincide com antiga Epifania, quando se comemorava o nascimento da luz.

Nota-se, pois, que a grande festa da fraternidade, consubstanciada no Natal cristão, tem suas origens na integração de variados costumes de muitos povos.

O objetivo, contudo, sempre se centrou na homenagem à luz e a sua fonte física: o sol. Como Jesus é considerado um sol que nasce para salvar a humanidade, o sincretismo mostra-se perfeito.

Assim, pois, quando muitos estiverem festejando a noite de Natal, é oportuno recordar que a data se vincula com festividades antigas de muitos povos.

Os persas, os fenícios, os egípcios, os sírios, os gregos, os romanos, os mexicanos, os peruanos e os hindus possuíam festa semelhante ao Natal ocidental, quando uma virgem dava a vida a um deus solar.

Após a revelação cristã, o dia mais longo do ano – o do solstício – passou, a partir do ensinamento dos primeiros cristãos, a integrar o calendário litúrgico, com todo o seu significado.

Esta semana, pois, quando muitas famílias se reúnem, estarão comemorando data central da história de muitos povos, dando-lhe significado especial: o nascimento de Cristo.

É certo que os puritanos, em virtude dos antecedentes longínquos da data, chegaram a se opor a sua comemoração, pois poderia conter um conteúdo profano.

Venceu, porém, a beleza do sentimento da fraternidade apontado pelo Natal. As famílias se unem em torno de um ideal de solidariedade e amizade sincera.

O importante é enaltecer o atual significado do Natal. Ele é momento de paz e harmonia. É o que se espera.

por blogdoclaudiolembo

http://terramagazine.terra.com.br/blogdoclaudiolembo/blog/2012/12/24/natal/

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET

Total de Transeuntes