Decon recebe denúncias de baixa velocidade de conexão à internet ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Decon recebe denúncias de baixa velocidade de conexão à internet

Empresas deveriam anunciar apenas a velocidade de conexão à internet que conseguem garantir ao consumidor. A opinião é da Associação Brasileira de Procons (ProconsBrasil), que se reuniu nesta quarta-feira (28/11), em Brasília, para discutir os principais problemas do mercado de consumo.

Segundo a presidente da entidade, Gisela Simona (Procon-MT), as empresas que oferecem o serviço geralmente conseguem garantir apenas 10% do que foi contratado, ou seja, se a velocidade oferecida é de 10 MB, o consumidor consegue apenas a velocidade de um 1 MB.

“É claro que toda essa transparência tornaria a proposta de venda menos atrativa e jogaria luz sobre a péssima qualidade do serviço de banda larga oferecido. Mas o consumidor tem o direito de saber o que está recebendo pelo que está pagando”, explica Simona.

Para a ProconsBrasil, as regras impostas desde 1º de novembro às empresas que oferecem banda larga, incluindo a disponibilização de um software nos sites para a medição da velocidade da internet, mostram que, finalmente, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) avançou na definição parâmetros mínimos de qualidade ao serviço.

De acordo com a Resolução 574/2011, as operadoras devem disponibilizar ao consumidor uma velocidade instantânea de conexão de, no mínimo, 20% da velocidade contratada e velocidade média de, pelo menos 60%, da adquirida pelo consumidor. Até novembro de 2014, as metas devem chegar a 80%, no caso da velocidade média e 40% da instantânea, a partir de novembro de 2014.

Apesar desses limites, Gisela Simona lembra que o Código de Defesa do Consumidor não deixa dúvidas. “A empresa não pode entregar 2 MB de velocidade de conexão e cobrar pelos dez que prometeu. Portanto, o consumidor que não receber a velocidade de banda larga contratada tem o direito de procurar um órgão de defesa do consumidor e reclamar”.

Fonte: Ascom

http://www.oestadoce.com.br/node/98208

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SOARTE

RADIOSNET