Bélgica investiga dono da marca Louis Vuitton ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

Bélgica investiga dono da marca Louis Vuitton

O bilionário francês Bernard Arnault, proprietário do grupo de luxo Moët Hennessy Louis Vuitton (LVMH), de marcas como Louis Vuitton, Bulgari e Moët et Chandon e de uma das maiores fortunas do mundo, está sendo investigado pelo Ministério Público de Bruxelas.

Foto: Reuters

Ele é suspeito de ter estabelecido empresas no país apenas como fachada para pagar menos impostos na Bélgica do que na França, segundo a imprensa local. O caso representa uma reviravolta: em setembro, o empresário anunciou que pediria a nacionalidade belga, abandonando seu país de origem. As revelações foram feitas pela agência de notícias Belga e pelo diário L'Écho. De acordo com informações obtidas pelos dois veículos, as atividades empresariais de Arnault estariam sob investigação há pelo menos dois meses.

O objetivo dos promotores é verificar suspeitas de que o bilionário usaria o país para estabelecer empresas sem real atividade econômica no local - o que em francês é chamado de "sociedades de caixa de correio". A prática é usada para beneficiar empresas com a cobrança de impostos mais baixos em relação aos de seu país-sede, no caso a França.

Segundo L'Écho, empresas de Arnault, como Le Peingé e Pilinvest, com sede em um prédio situado na Avenue Frans Courtens, 131, em Bruxelas, somariam R$ 7 bilhões em capital. Mas nenhum escritório empresarial de marcas de luxo funciona no imóvel, que por ironia tinha a caixa de correio abarrotada.

http://diariodonordeste.globo.com/noticia.asp?codigo=351463&modulo=965

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET

Total de Transeuntes