MULHER - 1 morte a cada duas horas ~ Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 988 621 206

MULHER - 1 morte a cada duas horas

Maria da Penha foi destaque no 2º Encontro da Parceria para o Fim da Violência Contra a Mulher

Uma mulher é assassinada no Brasil a cada duas horas. Nos Estados Unidos, são três horas para cada registro do tipo que aparece. Na Rússia o quadro é ainda mais grave e os homicídios vinculados ao gênero aparecem de hora em hora. Enfim, o problema que muitos imaginam próprio apenas da realidade brasileira assume contornos globais e exige uma mobilização de caráter mundial, segundo a principal conclusão a que se chegou após três dias de discussão sobre o tema, em Brasília, no 2º Encontro da Parceria Global para o Fim da Violência Contra a Mulher, encerrado ontem.

Lideranças provenientes de mais de 30 países, de defensores dos direitos humanos a representantes de organizações da sociedade civil e governos, trocaram experiências, discutiram suas realidades no campo da violência contra o sexo feminino e apresentaram alternativas objetivas de combate. Um dos destaques do evento foi a ativista cearense Maria da Penha, que dá nome à principal lei de combate à violência doméstica no Brasil.

O relato de sua experiência, terça-feira passada, durante conversa com a jornalista Ana Paula Padrão, sensibilizou e chamou a atenção dos participantes de várias partes do mundo. O detalhe é que muitos deles já conheciam a lei brasileira.

O diretor-executivo do Instituto Avon, Lirio Cipriano, declarou-se impressionado com a história de Maria da Penha e ressaltou a condição de ícone que ela assumiu na luta contra a violência doméstica: “A lei que leva o nome dela, aprovada há seis anos, é uma referência, hoje, até internacional”, afirmou, chamando atenção para importância de se agir, agora, para consolidar seus efeitos práticos.

A Avon Internacional aproveitou o encontro no Brasil para dar um passo objetivo, através da presidente Sheri McCoy, ao assinar um termo de compromisso com o Governo brasileiro para apoiar uma campanha de promoção e fortalecimento da Lei Maria da Penha.

ENTENDA A NOTÍCIA

Brasil sedia evento internacional para expor e discutir a situação da mulher em vários países. Apesar de ainda precisar melhorar muito, País começa a surgir como bom exemplo para o mundo seguir.

http://www.opovo.com.br/app/opovo/brasil/2012/11/29/noticiasjornalbrasil,2962471/1-morte-a-cada-duas-horas-2012-2911br1310.shtml

←  Anterior Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

APEOC

SERIPAN

SOARTE

RADIOSNET

Total de Transeuntes