Tecnologia do Blogger.

Featured Post

Experiência do Sindicato APEOC é referência para pesquisa internacional sobre Educação

O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, reuniu-se nesta quinta-feira (17), com o professor Ben Schneider, docente de Ciência Política...

APEOC

Postagens Populares

Sample Text

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua. Ut enim ad minim veniam, quis nostrud exercitation test link ullamco laboris nisi ut aliquip ex ea commodo consequat.

Duis aute irure dolor in reprehenderit in voluptate another link velit esse cillum dolore eu fugiat nulla pariatur.

Arquivo do blog

Categories

Definition List

Definition list
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.
Lorem ipsum dolor sit amet
Consectetur adipisicing elit, sed do eiusmod tempor incididunt ut labore et dolore magna aliqua.

Pages

Support

Need our help to upload or customize this blogger template? Contact me with details about the theme customization you need.

Ordered List

  1. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  2. Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  3. Vestibulum auctor dapibus neque.

Unordered List

  • Lorem ipsum dolor sit amet, consectetuer adipiscing elit.
  • Aliquam tincidunt mauris eu risus.
  • Vestibulum auctor dapibus neque.

Experiência do Sindicato APEOC é referência para pesquisa internacional sobre Educação

O presidente do Sindicato APEOC, Anizio Melo, reuniu-se nesta quinta-feira (17), com o professor Ben Schneider, docente de Ciência Política do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos. Ben está em Fortaleza para realizar pesquisas na área da Educação e fez questão de conversar com Anizio Melo sobre a escola pública cearense. Participaram da reunião, os professores, Fábio Lopes e Josué de Sousa.


As pesquisas de Ben Ross Schneider se enquadram nos campos gerais de política comparada, economia política e política latino-americana. Ele também escreveu sobre temas como reforma econômica, democratização, tecnocracia, estado desenvolvimentista, grupos empresariais e burocracia comparada. A pesquisa atual de Schneider gira em torno de dois projetos de longo prazo, o primeiro sobre reformas de mercado na Educação, e o segundo sobre os fundamentos institucionais distintos do desenvolvimento capitalista na América Latina.

Os professores discutiram sobre a Educação brasileira e seus desafios. Anizio Melo falou da luta pelo financiamento permanente e dos avanços dessa última década na valorização do Magistério no Ceará, fruto de muita luta e pressão do Sindicato APEOC. Ressaltou ainda as articulações que a entidade têm feito para a aprovação do Novo FUNDEB. Apresentou também as diretrizes da Frente Norte/Nordeste pela Educação, para Anizio, “um marco histórico da luta sindical, reunindo entidades das duas regiões em prol da Educação Pública de qualidade e valorização dos seus profissionais”.

Morre o narrador esportivo potiguar Hélio Câmara

O jornalismo esportivo está de luto. Faleceu neste sábado (19) o narrador esportivo Hélio Câmara, que marcou época na imprensa do Rio Grande do Norte, onde atuou por quase 50 anos. O radialista tinha 78 anos de idade e estava internado na Policlínica, no Alecrim, lutando contra um câncer nos ossos descoberto no ano passado.

Hélio deixa esposa e dois filhos, além de milhares de fãs espalhados pelo estado. Em sua carreira, recebeu convites por diversas vezes para trabalhar em emissoras nacionais, mas nunca aceitou deixar a cidade de Natal. Trabalhou nas rádios Cabugi, Rural, Globo e na 95 FM.

O Velório será no Centro do Grupo Vila na avenida São José e o sepultamento está previsto para as 17 horas deste sábado (19) no Cemitério do Alecrim. Hélio Câmara era torcedor apaixonado do América-RN e teve sua voz eternizada na narração do gol que levou o time alvirrubro a Série A de 1997. 

Assista a narração abaixo.


TV União deixa trabalhadores sem 13º e salários de dezembro

A chegada do novo ano não foi nada tranquila para os trabalhadores da TV União. Cerca de 35 pessoas não receberam o 13º salário e a remuneração de dezembro de 2018. Conforme a legislação trabalhista, o 13º deveria ter sido depositado na conta dos funcionários até o dia 20 de dezembro de 2018 e os proventos do mês passado até o quinto dia útil de janeiro.

Segundo informações recebidas pelo Sindicato dos Jornalistas do Ceará (Sindjorce), a empresa vem fornecendo apenas auxílio-transporte e, após reclamações dos profissionais, liberou cerca de R$ 500 de “adiantamento” relativo à remuneração de dezembro.

A situação não é nova e vem sendo acompanhada pelo Sindicato, que já tinha oficiado a empresa no dia três de dezembro e cobrou fiscalização da Superintendência Regional do Trabalho e Emprego, do então Ministério do Trabalho. Inclusive, os proventos de outubro e novembro só foram quitados no último mês.

Além disso, a empresa de TV, pertencente ao empresário Alberto Bardawil, está em débito com verbas rescisórias de cerca de 10 trabalhadores, entre jornalistas e radialistas, demitidos recentemente, que também não receberam nada de dezembro e nenhuma parcela do 13º salário.

Outro problema flagrante é o fato da TV União contrariar a Convenção Coletiva de Trabalho celebrada entre os Jornalistas e o setor de mídia eletrônica, que determina que as homologações dos profissionais de jornalismo deve ser feita junto ao Sindjorce. Ainda de acordo com os demitidos, as rescisões estão marcadas para o Sindicato dos Radialistas.

Segundo informações dos funcionários, a alegação dos gestores da emissora é de que estão sem recursos para quitarem os benefícios trabalhistas. Hoje, o setor de jornalismo está desmontando, contando apenas com estagiários na produção, configurando outro delito trabalhista, que é a substituição de mão-de-obra profissionalizada por estagiários sem acompanhamento.

Diante do agravamento da situação, o Sindicato dos Jornalistas fará reiteradas cobranças aos representantes da organização empresarial e estudará novas medidas em conjunto com a sua assessoria jurídica.

Conforme Samira de Castro, presidente do Sindjorce, os trabalhadores não podem pagar a conta da desorganização da empresa. A avaliação da dirigente é de a TV há muito vem descumprindo outros compromissos trabalhistas e a instabilidade financeira pode vir a ser fruto de má gestão.

Samira finaliza pedindo que os profissionais mantenham contato permanente com o sindicato e enviem mais informações sobre a situação. “Como não poderia ser diferente, toda a estrutura do Sindjorce está à disposição de todos os funcionários da TV União”, informa a presidente.

Proxima  → Inicio

FanPage do Pacatuba Em Foco

Mais Acessadas

Votar ao Topo