Pacatuba Em Foco
Tecnologia do Blogger.

Motoristas da Saúde de Pacatuba realizam paralisação em plena Praça Pública

Na manhã, desta segunda-feira (25), a cidade de Pacatuba foi surpreendida pela Paralisação dos Motoristas da Saúde de nosso município. ...

APEOC

Postagens Populares










Seja nosso Parceiro, anuncie na Melhor Calçada Virtual ! Entre em contacto: (85) 988621206

VEM COMIGO !


segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Motoristas da Saúde de Pacatuba realizam paralisação em plena Praça Pública


Na manhã, desta segunda-feira (25), a cidade de Pacatuba foi surpreendida pela Paralisação dos Motoristas da Saúde de nosso município. Em plena Praça Pública no Centro da cidade, os veículos da saúde estavam parados com os pneus vazios um ao lado do outro. 

Segundo a Classe, o ato se dá por conta da tentativa de reajuste salarial. Em conversa com alguns motoristas, fomos informados de que já se tem tentando uma conversa com as autoridades do município, porém sem êxito em seus intentos. E, por ver exauridas todas as tentativas de solução do imbróglio salarial, mesmo com pesar, fez-se necessário tal desfecho para o caso.

Informaram-nos de que já houve algumas reuniões com o Presidente da Câmara de Vereadores de Pacatuba, Iran de Sá, para que o mesmo interviesse junto ao gestor municipal, Carlomano Marques, e ainda que o Presidente da Augusta Casa Municipal lhes assegurou que, a partir do mês de agosto, tal aumento salarial seria concedido à Classe. Porém, como vimos, nada se concretizou.

Segundo eles, também houve seguidas tentativas de se obter um diálogo junto ao Prefeito, todavia não lograram boa sorte em seus objetivos. Tendo, tão somente, uma reunião com a Primeira Dama e também Secretária do Município, Selma Cardoso, que, ainda de acordo com a Classe, ela alegou que o município não reunia condições financeiras para atendê-los.

Colheu-se também a informação de que o Secretário de Saúde fora informado. E também que a Classe se reuniu por diversas vezes dialogando e debatendo sobre o caso. 

Quando indagado por nossa Calçada Virtual se todos os carros estavam efetivamente paralisados, fomos informados de que 50% da frota encontra-se à serviço da população.

Pauta de Reivindicação

- Reajuste do Salário Base (atualmente R$ 950,00 );

- Adicional por Serviço Extraordinário;

- Gratificação por Desempenho de Função;

- Adicional por Tempo de Serviço ( Anuênio );

Em Tempo

Será promovida, por ocasião da Festa do Município, no próximo dia 8, um mega evento com a vinda da Banda Aviões do Forró que, de acordo com informações, custará aos cofres públicos algo em torno de R$ 200.000,00 ( Duzentos mil reais ).

Xandy, Riquelme e Cia, por certo, nada tem a ver com a celeuma posta ...

Pacatuba Em Foco

domingo, 24 de setembro de 2017

Brancos fraudam sistema de cotas para ingressar na UFMG

"Folha de S. Paulo" mostra casos de calouros do curso de Medicina que, mesmo possuindo pele e olhos claros, se autodeclararam negros para receber os benefícios


Reportagem do jornal "Folha de S.Paulo" deste domingo (24) aponta que dezenas de estudantes brancos estão conseguindo ingressar no curso de medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) através do uso fraudulento do sistema de cotas da entidade. Leia a matéria da Folha aqui, assinada por Jairo Marques.

A publicação cita uma série de casos. Entre eles, está o do estudante Vinicius Loures, de 23 anos, calouro de Medicina. Ex-modelo, Loures tem pele e olhos claros e cabelos loiros.

Apesar disso, se autodeclarou negro na inscrição, o que lhe concedeu os benefícios do sistema de cotas instituído há oito anos na UFMG. Questionado pela "Folha de S.Paulo", Loures disse que não iria se posicionar.

Outros casos citados pela reportagem são das calouras Bárbara Facchini, de 19 anos, e Rhuanna Laurent, de 20. Elas preferiram não se manifestar. 

Posicionamento da UFMG

À publicação, a UFMG disse estar ciente de possíveis desvios em seu programa de ações afirmativas e também se comprometeu a aperfeiçoar o sistema de cotas. A instituição disse, ainda, que investiga as denúncias oficializadas. Segundo a UFMG, caso seja constado o uso de ação fraudulenta, os estudantes terão a matrícula cancelada.

Com o sistema de cotas, os candidatos que se declaram como negros, pardos ou índios concorrem a a vagas já pré-selecionadas para esta seleção inclusiva, o que, normalmente, gera uma nota de corte menor do que a média.

Revolta

A reportagem da "Folha de S.Paulo" também mostra o caso da estudante Poliana Faria Fradico, 25 anos, negra, que precisou aguardar sete meses em lista de espera para ser chamada a ingressar em uma vaga na medicina da UFMG.

"Quando você vê uma pessoa de pele branca e olhos azuis entrar na sua frente, porque se autodeclarou negra de uma forma absurda, a sensação é de extrema revolta", afirmou ao jornal.

Posicionamento do DA

O diretório acadêmico de Medicina da faculdade se manifestou afirmando que a UFMG precisa encontrar maneiras de coibir este tipo de fraude. 

Relembre

Há precedentes em expulsões de alunos acusados de fraudar o sistema. Em junho deste ano, sete estudantes foram expulsos da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia por apresentarem documentos falsos, alegando serem membros de comunidades quilombolas, para ingressar na instituição.

Três anos atrás, um aluno acusado de fraudar o sistema de cotas para passar no vestibular de medicina da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) foi expulso da instituição. A denúncia foi baseada através de depoimentos de colegas do próprio curso.

Hoje na História - Nasce F. Scott Fitzgerald, autor de 'O grande Gatsby'

Festas, excessos e literatura. Essas palavras são capazes de descrever o que foi a vida do escritor Francis Scott Key Fitzgerald (homônimo do autor do hino nacional dos Estados Unidos, Francis Scott Key). Ele nasceu em 24 de setembro de 1896 em St. Paul, Minnesota, e pertenceu a uma família de classe média-alta.

Desde cedo, F. Scott Fitzgerald demonstrou o seu apreço pelo teatro e pela escrita. Em 1913, foi aceito na Universidade Princeton, onde a sua paixão pelo teatro veio à tona, chegando a escrever roteiros amadores e contos. Entre as peças escritas por ele na época estão The Girl From Lazy J (1911), Coward (1913), e Assorted Spirits (1914).

Fitzgerald deixou Princeton em 1917 para entrar no exército, e em 1919 se mudou para Nova York, onde trabalhou no ramo da publicidade. Enquanto isso escreveu o seu primeiro romance de sucesso, Side Of Paradise (1920). A obra discutia a moral e os problemas enfrentados pelos jovens no século XX, e chegou a ser aclamada por outros autores como Ring Lardner e Ernest Hemingway, que, anos depois, seria um crítico ferrenho de Fitzgerald.

Em 1920, Fitzgerald se casou com a bela Zelda Sayre com quem passou a viver uma vida de intermináveis festas e glamour. Zelda gostava de flertar com outros homens, Fitzgerald era ciumento, uma mistura perigosa. O casal, acompanhado da filha, dividia o seu tempo entre os EUA e os redutos da moda na Europa. Fitzgerald se tornou famoso tanto pelo estilo de vida que levou quanto pelos romances que escreveu.

Fitzgerald obteve grande sucesso com os seus romances, entre eles A bela e amaldiçoada (1922) e O grande Gatsby (1925). Ele era um crítico assíduo da vida extravagante da era do Jazz, extensivamente descrita em sua obra. Ele também escreveu muitos contos de sucesso que o ajudaram a manter a vida extravagante que a família levava.

Por volta de 1928, Zelda decidiu se dedicar ao balé e teve um colapso nervoso por excesso de esforço físico e mental. A partir daí, passou a entrar e sair de hospitais e clínicas psiquiátricas. Em 1936 e 1937, F. Scott Fitzgerald entrou em um período de decadência. Sofrendo de alcoolismo, atolado em dívidas, sem inspiração para histórias comerciais e em crise no casamento, ele decidiu se mudar para Hollywood para trabalhar como roteirista. Acabou também escrevendo contos para a revista Esquire como freelancer e iniciando o seu último romance, The Love of the Last Tycoon, em 1939, que ficou inacabado. Em 21 de dezembro de 1940, ele morreu em decorrência de um ataque cardíaco.

Série C - Fortaleza na Série B - Festa cearense nas Minas Gerais

Acabou!!!

Foram oito longos anos no limbo da Série C, mas enfim o Fortaleza está de volta à Série B. Em um duelo duro, no qual entrou para se proteger e garantir a vantagem construída no primeiro jogo, o Tricolor foi derrotado por 1 a 0 para o Tupi, no Mário Helênio, em partida válida pela rodada de volta das quartas de final, e conquistou o acesso à Série B 2018, além da vaga na semifinal da terceira divisão.


Como venceu o primeiro jogo, no Castelão, por 2 a 0, o Leão entrou em campo podendo se classificar mesmo se fosse derrotado por um gol de diferença. Ao que parece, seguiu o regulamento à risca, sofreu durante o jogo todo, principalmente nos momentos finais, e conseguiu sair da tão incômoda Série C.

O acesso coloca fim a uma sequência de frustrações nos últimos anos de disputa das quartas de final. Em 2012, foi o Fortaleza foi eliminado pelo Oeste, na primeira vez na qual que conseguiu se classificar para a fase decisiva. Em 2013 ficou de fora das quartas e a disputou novamente nos três anos seguintes, sendo eliminado por Macaé (2014) , Brasil de Pelotas (2015) e Juventude (2016).

Em todas essas ocasiões, se classificou na liderança durante a primeira fase, com grandes campanhas, e acabou frustrado nas quartas. Na edição atual, enfrentou muitos momentos de crise e foi desacreditado em vários momentos, se classificando na terceira coloca. Por fim, o desfecho foi o melhor possível e o Tricolor encerrou o seu martírio.

Mas o campeonato ainda não acabou. Agora, a torcida do Fortaleza se concentra nas semifinais, nas quais terá o Sampaio Corrêa como adversário.

Logo nos primeiros momentos do jogo, o Tupi já mostrou que estava motivado para reverter o placar negativo do primeiro jogo. Com apenas dois minutos de bola rolando, o Galo Carijó chegou até a balançar a rede, com Romarinho, mas não valou porque o bandeira levantou a bandeira e o árbitro apitou o impedimento.

Com uma movimentação ofensiva diferente da que foi apresentada no Castelão, o time mineiro foi para cima e conseguiu pressionar uma pressão muito incômoda para a defesa tricolor. Aos 15 minutos, o goleiro Marcelo Boeck saiu mal e Romarinho apareceu de novo, desta vez em posição legal, livre e com o gol aberto, mas bateu muito mal e mandou por cima da trave.

O jogo continuou com jogadas cada vez mais duras e sem o Fortaleza esboçar um maior controle de jogo. O time mostrou dificuldade e errava muitos passes. Enquanto isso, o Tupi continuava melhor e quase abriu o placar aos 25 minutos, quando Ítalo recebeu de Andrey, dentro da área, e acertou o travessão. Poucos minutos depois, os alvinegros reclamaram bastante de um toque de mão do adversário dentro da área e o juiz não marcou nada.

A primeira vez que o Fortaleza conseguiu chegar com um certo perigo foi aos 33 minutos. Hiago puxou contra ataque e tocou para Lúcio Flávio, que errou o drible, mas ganhou na insistência. Depois, tocou para Hiago bater travado pela defesa e ver a bola sair pela linha de fundo.Aos 38, o mesmo Hiago criou outra chance, desta vez em chute de fora da área que bateu na rede pelo lado de fora. Assim, o primeiro tempo terminou com o Leão melhor em campo.

No início da etapa complementar, o Tupi se reorganizou e deu sequência a blitz interrompida pelo Leão nos minutos finais antes do intervalo. Aos seis minutos, a bola foi lançada na área e um desvio de Ligger no meio de o caminho quase complicou o goleiro Marcelo Boeck e bateu no travessão antes de sair.

Um minuto depois, aos sete, um lance de causou polêmica. Andrey fez o gol, mas a arbitragem marcou o impedimento. O jogador alvinegro estava em posição legal no momento do passe, mas houve um impedimento no lance anterior. No entanto, a marcação causou indignação porque foi apitada pelo lance de Andrey.

Ainda indignados por terem o segundo gol anulado, os jogadores do Tupi se esforçaram para manter o foco e a pressão continuou. Aos 14 minutos, Marcelo Boeck salvou o Tricolor após um chute forte de fora da área. O Fortaleza só conseguiu responder aos 24 minutos, quando Leandro Lima levantou na área e Lúcio Flávio cabeceou com muito perigo, mas a bola foi para fora.

Com pouco mais de 30 minutos de jogo, alguns torcedores já deixavam o estádio, mas o o Galo Carijó não deixou de acreditar e enfim abriu o placar. Aos 36 minutos, Marcelo Boeck não segurou após cruzamento na área e Fernando empurrou para o fundo da rede na sobra. Três minutos depois, o goleiro tricolor fez grande defesa após chute forte de Ítalo e evitou o segundo gol alvinegro.

FICHA TÉCNICA

Tupi- MG 1 x 0 Fortaleza- CE 
Quartas de Final
2ª rodada
Data : 23/09/2017
Horário: 20h30
Local: Radialista Mário Helênio - Juiz de Fora (MG)

Árbitro
Marcelo de Lima Henrique - RJ
Assistentes
Michael Correia - RJ e Silbert Faria Sisquim - RJ

Cartões Amarelos: Tupi-MG: Helder, Fernando, Marcel
Fortaleza-CE: Leandro Lima, Ligger, Jô

Gols: Tupi-MG: Fernando 36' 2T

Tupi-MG
Paulo Henrique; Fernando, Helder (Carlos Júnior) e Edmário;
Afonso (Johnatan), Marcel, Leandro Brasília (Kalu), Andrey e Bruno Santos;
Romarinho e Ítalo
Técnico: Aílton Ferraz

Fortaleza-CE
Marcelo Boeck;
Felipe, Adalberto, Ligger e Bruno Melo;
Anderson Uchôa, Pablo, Leandro Lima (Edimar) e Everton (Jô);
Hiago e Lúcio Flávio (Leandro Cearense).Técnico: Antônio Carlos Zago

Proxima  → Inicio

Futebol Ao Vivo

Futebol Ao Vivo

Participe pelo Whatsapp 85 981398080

Mais Acessadas